• banner_resistencias_sagradas_lanamento
  • bannerarturrozestra
  • banner_carla_cristina_trabalho
  • banner_andre_costa
Home
Historiografia da dança: teoria e métodos

 

historiografia_da_danca

Historiografia da dança: teorias e métodos
Rafael Guarato - Organizador
Formato: 16x23 cm, 258 páginas
ISBN: 978-85-391-0893-0

 

Compre aqui

 

Livro parte da investigação das condições da realização da dança aqui

Por Rafael Guarato

 

Se até a virada século XX para o XXI e nas duas primeiras décadas deste, as queixas relativas à qualidade dos trabalhos dedicados à história da dança ganhavam destaque, hoje desfrutamos de uma produção ainda incipiente, mas diversificada, de pesquisas dedicadas não apenas ao diagnóstico, mas principalmente à formulação de outras possibilidades teóricas e metodológicas para investigação histórica sobre dança, pautada em critérios acadêmicos mas sem assentar seu fazer em modelos, teorias ou perspectivas enrijecidas. Nesses novos modos de fazer, a história da arte a ser desvelada não parte da existência da dança em nossa sociedade como produto estético acabado, cujas modificações estritamente formais mereceriam ser descritas e arquivadas em livros, mas sim da investigação das condições que tornaram possível a sua existência e as diferentes maneiras possíveis de se fazer e discutir história da dança com rigor acadêmico.

 

Esta obra é decorrente do I Seminário Internacional de História da Dança, realizado na Universidade Federal de Goiás em 2017, e sua intenção é disponibilizar em forma de textos, as palestras proferidas durante o evento, com intuito de fornecer aos(às) interessados(as) em estudar história da dança, acesso a alguns procedimentos e correntes de pensamentos utilizados por pesquisadores(as) que escrevem sobre história da dança.

 

Por meio do manancial disponível neste livro, o leitor poderá iniciar seus estudos estando atento aos não-ditos, sobre os processos ocultos nos quais interagem permanência e confluem na legitimação e valoração artística e monetária da dança; acerca de como os discursos sobre artistas e obras produzidos em seu período interferem na leitura que hoje fazemos sobre ele; os problemas envolvendo autoria em obras quando tratadas historicamente; o desafio de se fazer biografias e histórias de vida sem a sedução do elogio heroico por si mesmo; as contribuições da psicanálise como campo do conhecimento para compreensão do processo histórico; as releituras teóricas e práticas de obras do passado; o efeito dos textos e imagens sobre nossa concepção imagética acerca da memória nacional e como ela interfere nas produções de dança; e a peculiaridade de se fazer história da dança a partir de um local específico, a América Latina.

 
^ Top ^