Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Saúde, Direito e Movimentos Sociais
Saúde, Direito e Movimentos Sociais
R$ 50,00
R$ 50,00
Veja mais novidades
Zôhar: texto integral
Zôhar: texto integral
Código do Produto: 16x23
De: R$ 60,00
Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Zôhar: texto integral
Rabi Shimon Bar Iochai
Formato 16x23 cm, 254 páginas
ISBN 978-85-391-0544-1

O Zôhar é um trabalho pseudoepigráfico considerado pelos tradicionalistas uma revelação de Deus ao Rabi Shimon bar Iochai e seus discípulos. Escrito parcialmente em aramaico e parcialmente em hebraico como um comentário sobre o Pentateuco, contém um sistema teosófico completo, e aborda assuntos como: a natureza de Deus, cosmogonia, cosmologia, alma, pecado, redenção, bem e mal. O livro apareceu pela primeira vez no século XIII, na Espanha, e foi difundido pelo cabalista Moisés de Leon. Foi ele quem atribuiu o livro em sua posse ao sábio do século I, o Rabi Shimon bar Iochai. No entanto, logo de início esta hipótese foi refutada por algumas pessoas. A difusão do Zôhar entre os judeus se deu de forma rápida e impressionante. Cinquenta anos após o seu surgimento, o texto já era citado por muitos cabalistas, que não podiam crer que um livro desses fosse obra humana, e que certamente se tratava de um livro de inspiração divina e que, portanto, podia ser colocado no mesmo nível da Bíblia.
Até mesmo judeus pouco inclinados ao misticismo, filósofos, autoridades rabínicas e juízes preocupados com a letra da lei chegaram a considerar o livro como fonte sagrada e o utilizaram para definir questões normativas da religião. (Da apresentação de Diego Raigorodsky)
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Sêfer Yetsirá   Sêfer Yetsirá
     O mundo das feras: moradores do sertão oeste de MG séc. XVIII   O mundo das feras: moradores do sertão oeste de MG séc. XVIII
     Zôhar II   Zôhar II
     A contenda entre Basílio de Cesareia e Eunômio de Cízico (séc. I   A contenda entre Basílio de Cesareia e Eunômio de Cízico (séc. I
     Pentecostalismo e transformações na sociedade brasileira   Pentecostalismo e transformações na sociedade brasileira
     Freud e a Natureza do Psíquico   Freud e a Natureza do Psíquico
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail