Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 8 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Leituras do Corpo
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
O trabalho em territórios periféricos: estudos em três setores p
O trabalho em territórios periféricos: estudos em três setores p
R$ 65,00
R$ 65,00
Veja mais novidades
Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Código do Produto: 14x21
De: R$ 40,00
Por: R$ 40,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

DISPONÍVEL PARA VENDA NO SITE: 
http://www.ciadoslivros.com.br/do-arouche-aos-jardins-uma-giria-da-diversidade-sexual-310305-p41394

Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Nilton Tadeu Alonso
Formato: 14x21 cm, 186 páginas
ISBN 978-85-7419-949-8

Esta obra é o resultado de um levantamento e de uma análise da gíria usada pelos falantes da diversidade sexual que frequentam a noite paulistana e que se concentram nas regiões dos Jardins e do Centro.
A crescente evidência que o segmento da diversidade sexual vem conquistando na sociedade de São Paulo, como podem corroborar as próprias Paradas do Orgulho GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), e a ausência de um registro linguístico do vocabulário gírio nos limites temporais e geográficos descritos também justificam o interesse pelo tema.
Numa perspectiva sociolinguística, este estudo apresenta um glossário de termos gírios e propõe reflexões acerca dos usos e dos sentidos desses termos. Ao empregarem a gíria como signo de grupo, como forma linguística criptológica, defensiva e excludente, caracterizada, muitas vezes, pelo sarcasmo, pela ironia e pela irreverência, os falantes que compõem o grupo da diversidade sexual a utilizam como um dos modos de se mostrar e de afirmar a identidade própria de seus membros.
O emprego da gíria também contribui para evidenciar determinados comportamentos particulares do grupo que, simultaneamente, ao buscar se defender de eventuais agressões e discriminações, tenta se impor a uma sociedade majoritariamente heterossexual, para que possa viver em condições igualitárias e pacíficas de cidadania.
 
 
Últimos Produtos Visitados
Sapos e princesas
Sapos e princesas
Montagens e desmontagens: travestis adolescentes
Montagens e desmontagens: travestis adolescentes
Desígnio - 09/10
Desígnio - 09/10
Abjeção e desejo: uma etnografia travesti, prevenção da AIDS
Abjeção e desejo: uma etnografia travesti, prevenção da AIDS
Dispositivos de dor
Dispositivos de dor
Jovens perdidos: jovens delinqüentes da cidade de São Paulo
Jovens perdidos: jovens delinqüentes da cidade de São Paulo
Ernesto na torre de babel
Ernesto na torre de babel
Discursos fora da ordem: sexualidades, saberes e direitos
Discursos fora da ordem: sexualidades, saberes e direitos
Danças brasileiras contemporâneas: um caleidoscópio
Danças brasileiras contemporâneas: um caleidoscópio
Nossos corpos também mudam: travesti e transexual na ciência
Nossos corpos também mudam: travesti e transexual na ciência
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail