Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 3 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A formação regional do Mucuri: o homem, o rio e a mata no nordes
A formação regional do Mucuri: o homem, o rio e a mata no nordes
De: R$ 80,00
  Por: R$ 64,00
Economia de R$ 16,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
R$ 70,00
R$ 56,00
Veja mais novidades
Racismo e sindicalismo: reconhecimento, redistribuição e ação po
Racismo e sindicalismo: reconhecimento, redistribuição e ação po
Código do Produto: 16x23 cm
De: R$ 73,80
Por: R$ 59,04
Economia de R$ 14,76
 
Acessar a Cia. dos Livros

Racismo e sindicalismo: reconhecimento, redistribuição e ação política das centrais sindicais acerca do racismo no Brasil (1983-2002)
Jair Batista da Silva
Formato: 16x23 cm, 284 páginas
ISBN: 978-85-391-0865-7

A experiência da escravidão marcou de forma indelével as sociedades modernas, ao passo mesmo em que a industrialização e o estabelecimento do capitalismo que lhe sucederam trouxeram, em seu rastro, um conjunto de condições de trabalho opressoras aos trabalhadores. Ao colocar em registros paralelos experiências de classe e de raça numa realidade compósita de instâncias que se articulam, esse trabalho carrega o mérito de ampliar e qualificar a compreensão que de suas análises resulta, assumindo as premissas de que essas são variáveis da opressão e da exploração, e de que o movimento sindical foi e é uma frente de luta política no combate à desigualdade racial e ao racismo no Brasil. O reconhecimento e o enfrentamento da interseccionalidade de classe e de raça como marcadores sociais da diferença e da desigualdade, como instâncias de dominação não dissociadas é um domínio aqui confrontado, ao colocar em evidência as relações entre tipos e condições de trabalho, qualificação e remuneração, por um lado, e racismo, preconceito e discriminação, por outro. O trabalho de Jair Batista da Silva integra um conjunto de estudos no âmbito das Ciências Sociais que se desenvolveram no Brasil, sobretudo a partir do final dos anos 90, que procuraram realizar articulações entre classe e raça, classe e gênero e classe, gênero e raça, evidenciando a amplitude do conceito de classe e, também, que essas articulações potencializam, significativamente, o entendimento de importantes aspectos sociais e políticos da realidade brasileira. Glaydson José da Silva Universidade Federal de São Paulo
 
 
Últimos Produtos Visitados
Estações de passagem da ficção de Lima Barreto
Estações de passagem da ficção de Lima Barreto
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail