Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Estudos Transdisciplinares em tempos de Terra em Transe: ambient
Estudos Transdisciplinares em tempos de Terra em Transe: ambient
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
Cidadania e modernidade no Brasil (1930-1945)
Cidadania e modernidade no Brasil (1930-1945)
Código do Produto: 14x21 cm
De: R$ 54,00
Por: R$ 54,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Cidadania e modernidade no Brasil (1930-1945) – Uma crítica a um discurso hegemônico
Sergio Barreira de Faria Tavolaro
Formato 14X21cm, 220 páginas
ISBN 978-85-391-0261-7

O presente livro problematiza um certo discurso que tem ocupado posição hegemônica no cenário acadêmico brasileiro. De acordo com o autor, a experiência da modernidade no Brasil é algo distinto dos cenários observados nas chamadas “sociedades modernas centrais”. Para abordar criticamente esse discurso da excepcionalidade brasileira, adota-se uma dupla estratégia: um debate franco com duas das mais influentes abordagens de nosso pensamento social (a sociologia da dependência e a abordagem da herança patriarcal-patrimonial) e, ao lado disso, uma investigação dos embates e disputas em torno da construção da cidadania na chamada Era Vargas (1930-1945). Seria sociologicamente legítimo afirmar ser o Brasil contemporâneo uma sociedade plenamente moderna? Qual o perfil da normatividade consolidada na esteira do processo de modernização brasileiro? Estas são algumas das perguntas que alavancaram e, a partir daí, lograram orientar a sociologia brasileira e que são discutidas pelo autor.

 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail