Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
De: R$ 70,00
  Por: R$ 56,00
Economia de R$ 14,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Cantinhos do céu
Cantinhos do céu
R$ 60,00
R$ 48,00
Veja mais novidades
JK desperta BH (1940 – 1945)
JK desperta BH (1940 – 1945)
Código do Produto: 14x21
De: R$ 52,00
Por: R$ 39,00
Economia de R$ 13,00
 

JK desperta BH (1940 – 1945): a capital de Minas Gerais na trilha da modernização
Marcelo Cedro
Formato 14x21 cm, 200 páginas
ISBN 978-85-391-0019-4

Este livro traz relevante contribuição para a história urbana de Belo Horizonte na administração de JK. Se muito já se pesquisou sobre a criação da cidade e até mesmo sobre as suas décadas mais recentes, é óbvia a lacuna no período agora analisado por Marcelo. Trata-se do início de uma nova fase da modernidade da cidade. Por isso mesmo, seu livro é referência fundamental para os estudiosos das cidades, de Belo Horizonte e da nossa modernidade, analisada aqui pelas ações de um de seus principais atores, Juscelino Kubitschek.
Luciana Teixeira de Andrade (UFMG)

Trata-se de uma leitura sobre a cidade de Belo Horizonte dando ênfase aos conceitos de modernização, progresso e planejamento urbano. O autor apresenta um texto instigante para os leitores, utilizando-se de pesquisa histórica cuidadosa e contribuindo para análise de um período efervescente da capital mineira.
Magda de Almeida Neves (PUC-MINAS)

O livro de Marcelo Cedro caracteriza-se pela capacidade de integrar a narrativa histórica à análise social, abordando a administração de JK em Belo Horizonte como um projeto de modernidade tardia.
Tarcísio Botelho (UFMG)

Sumário sintetizado

Capítulo I – Modernidade: protagonista do novo
1. Ser moderno: cultuar o progresso, engendrar o novo
2. Brasil e a modernidade tardia
3. Estado Novo e modernidade tardia
4. Discurso político-cultural do Estado Novo: ênfase na modernização e progresso
5. O “novo” remodela a cidade: estética e planejamento
6. Administração juscelinista: empreendimentos

Capítulo II – Pampulha: símbolo da modernidade
1. Pampulha: ruptura estética de Niemeyer
2. Cassino da Pampulha: glamour da modernidade
3. Casa do Baile: modernidade popular?
4. Iate Golfe Clube: esportes para o novo homem – conjugação com o Estado Novo
5. Igreja de São Francisco de Assis: descompasso entre modernidade e Religião
6. Obras subsidiárias à Pampulha: complemento à modernidade

Capítulo III – Modernidade em diálogo: artes plásticas, Memória, identidade, símbolos, relação público e privado
1. Exposição de arte moderna de 1944: instituição do modernismo mineiro
2. Resgate da memória: tradição e modernidade na administração juscelinista
3. Contextos distintos, propostas semelhantes: Juscelino Kubitschek e a Comissão Construtora de Belo Horizonte
4. Administração juscelinista: a relação identitária com a sociedade Belo-horizontina
5. Percepções sobre a esfera pública e a esfera privada na administração Municipal de Juscelino Kubitschek sob a ótica da modernidade tardia
6. Belo Horizonte: modelo para Brasília
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Caridade e educação: assistencialismo e moralização dos pobres   Caridade e educação: assistencialismo e moralização dos pobres
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail