Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 9 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Do plano diretor às operações urbanas consorciadas: a ascensão d
Do plano diretor às operações urbanas consorciadas: a ascensão d
De: R$ 70,00
  Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
A linguagem se refletindo: introdução à poética de Mallarmé
A linguagem se refletindo: introdução à poética de Mallarmé
R$ 60,00
R$ 60,00
Veja mais novidades
O desejo do roçado
O desejo do roçado
Código do Produto: 14x21
De: R$ 64,00
Por: R$ 64,00
Economia de R$ 0,00
 

O Desejo do Roçado: práticas e representações camponesas no Pontal do Paranapanema
Maria Celma Borges
Formato 14x21 cm, 314 páginas
ISBN 978-85-391-0037-8

O livro aborda a luta dos trabalhadores, homens e mulheres, para conquistar a terra e para nela permanecer, na região do Pontal do Paranapanema, Estado de São Paulo. Partindo da história e da memória dos camponeses, a autora percorre o antigo caminho do extremo-oeste paulista, ambiente marcado pela violência do domínio da terra e da gente, envolvendo as populações indígenas, pequenos arrendatários, sitiantes, posseiros e bóias frias. Esta compreensão histórica é base para o entendimento do Movimento Sem Terra na contemporaneidade. Uma história de lutas narrada por sujeitos a partir de marcos de memória que produzem significados para suas vidas em acampamentos e assentamentos. Marcos presentes desde as primeiras ações, como a “ocupação de fazendas”, “o seqüestro de oficiais de justiça”, “a matança de bois”, o “trabalho coletivo”, a “troca de dias de serviço”, entre outros. O desejo do roçado, expresso na mística em torno da terra, evidencia a vontade individual e coletiva, em uma simbiose. Isso possibilita entender que as ações da organização, ao se voltarem para a transformação social, não são díspares do que sonhara grande parte dos assentados: a terra de trabalho e a liberdade. Objetividades e subjetividades evidenciam o indivíduo e o coletivo, entrelaçados, a mostrar a dinamicidade do “todo”, mas sem que as “partes” deixem de existir como potencialidades para as lutas camponesas.

 
 
Últimos Produtos Visitados
Os melhores anos de nossas vidas
Os melhores anos de nossas vidas
O Brasil-Nação como ideologia
O Brasil-Nação como ideologia
Processo organizativo de assentamentos rurais
Processo organizativo de assentamentos rurais
Histórias do design no Brasil
Histórias do design no Brasil
A experiência da procura de trabalho
A experiência da procura de trabalho
Homens anfíbios - etnografia de um campesinato das águas
Homens anfíbios - etnografia de um campesinato das águas
Entre ovelha negra e meu guri: família, pobreza e delinqüência
Entre ovelha negra e meu guri: família, pobreza e delinqüência
Escravidão contemporânea e sociedade nacional: em um estado-naçã
Escravidão contemporânea e sociedade nacional: em um estado-naçã
O “It Verde e Amarelo”  de Carmen Miranda 1930/46
O “It Verde e Amarelo” de Carmen Miranda 1930/46
JK desperta BH (1940 – 1945)
JK desperta BH (1940 – 1945)
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail