Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A psicanálise em Israel: sobre as origens do movimento freudiano
A psicanálise em Israel: sobre as origens do movimento freudiano
De: R$ 95,00
  Por: R$ 95,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Psicanálise e teoria política contemporânea
Psicanálise e teoria política contemporânea
R$ 75,00
R$ 75,00
Veja mais novidades
Privatizar para tornar "público"
Privatizar para tornar "público"
Código do Produto: 14x21
De: R$ 48,00
Por: R$ 48,00
Economia de R$ 0,00
 

Privatizar para tornar "público": uma análise do discurso sobre a privatização das telecomunicações em jornais
Fernando F. Pachi Filho
Formato 14x21 cm, 268 páginas
ISBN 978-85-391-0541-0

Nos anos 90, o Brasil passa por mudanças significativas em seu desenvolvimento, com a retirada do Estado de atividades econômicas. O modelo econômico, baseado num conjunto de ações que incluía a abertura comercial e financeira, a política de privatizações, a redução dos direitos sociais e a desregulamentação do mercado de trabalho, ganhou destaque nos programas de governo. Nesse período, são realizadas as privatizações das empresas estatais, entre elas as de telecomunicações. Neste livro, analisamos o discurso sobre essas privatizações em jornais, um lugar relevante para a observação da recente história brasileira. Esses acontecimentos, reunidos sob a denominação geral de neoliberalismo ou política econômica neoliberal modificaram a economia e as relações sociais nos anos 90. Mas o que é possível dizer do funcionamento discursivo ligado a esses acontecimentos? O debate público, centrado nas razões para a privatização, ativava o funcionamento discursivo entre as palavras “público” e “privado”. Ao longo deste trabalho, o leitor poderá perceber que o par “público” e “privado” está disponível na memória discursiva e social em relações opacas nem sempre facilmente delimitáveis, numa instabilidade de fronteiras e de sentidos.
 
 
Últimos Produtos Visitados
Operação urbana e lutas sociais : um histórico da propriedade no
Operação urbana e lutas sociais : um histórico da propriedade no
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail