Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
          - Archai
          - Artes Performativas e Filosofia
          - Atopos
          - Cidadania e Meio Ambiente
          - Classica Digitalia Brasil
          - Crítica Contemporânea
          - Filosofia e Linguagem
          - Geografia e Adjacências
          - História e Arqueologia em Movimento
          - Leituras do Corpo
          - Palavra e Conhecimento
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Sentido e Significação
          - Trabalho e Contemporaneidade
          - Ato Psicanalítico
          - Estudos & Fontes
          - Olhares
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Pensamento crítico latino-americano
Pensamento crítico latino-americano
De: R$ 85,00
  Por: R$ 85,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Transições metropolitanas : centralidades nas cidades brasileira
Transições metropolitanas : centralidades nas cidades brasileira
R$ 60,00
R$ 60,00
Veja mais novidades
Debaixo da imediata proteção imperial
Debaixo da imediata proteção imperial
Código do Produto: 14x21 cm
De: R$ 43,00
Por: R$ 43,00
Economia de R$ 0,00
 

Debaixo da imediata proteção imperial - Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1838-1889)
Lucia Maria Paschoal Guimarães
Formato 14x21 cm, 184 páginas
ISBN: 978-85-391-0275-4

Debaixo da imediata proteção imperial é fruto de um estudo a respeito da história do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, a Casa da Memória Nacional do Brasil. O recorte histórico abordado (1838-1889) é delimitado pelos marcos da criação do instituto e da queda do regime imperial, quando terminou, portanto, a imediata proteção de D. Pedro II.
Com base na documentação oficial do instituto, além da correspondência particular dos sócios, jornais de época e relatos de viajantes e cronistas – que auxiliaram na composição do cenário político, social e intelectual da época –, a autora analisa não apenas sua estrutura e funcionamento, mas também o papel fundamental que a casa cumpriu na própria construção da memória do país.

 
 
Últimos Produtos Visitados
Território e gestão ambiental na Amazônia
Território e gestão ambiental na Amazônia
HISTÓRIAS DO DESIGN NO BRASIL III
HISTÓRIAS DO DESIGN NO BRASIL III
Lugares de vida, espaços de lembrança
Lugares de vida, espaços de lembrança
Um cinema brasileiro antropofágico? (1970/74)
Um cinema brasileiro antropofágico? (1970/74)
O bonde na cidade
O bonde na cidade
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail