Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 5 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
          - Análise do Discurso e Semiótica
          - Antropologia
          - Arqueologia
          - Arquitetura
          - Artes Clássicas e na Antiguidade
          - Artes Contemporâneas
          - Ciência Política
          - Comunicação
          - Crítica Literária
          - Educação
          - Estudos de Corpo
          - Estudos de Gênero
          - Estudos de Religião
          - Filosofia
          - Filosofia Antiga
          - Geografia
          - História
          - História Antiga
          - Meio Ambiente
          - Psicanálise
          - Quadrinhos
          - Redes Digitais
          - Relações Internacionais
          - Sociologia
          - Sociologia do Trabalho
          - Urbanismo
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Na música: Vilém Flusser
Na música: Vilém Flusser
De: R$ 46,00
  Por: R$ 36,80
Economia de R$ 9,20
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
A Rede da mobilidade a pé
A Rede da mobilidade a pé
R$ 58,00
R$ 46,40
Veja mais novidades
Estações de passagem da ficção de Lima Barreto
Estações de passagem da ficção de Lima Barreto
Código do Produto: 14x21
De: R$ 57,00
Por: R$ 42,75
Economia de R$ 14,25
 
Acessar a Cia. dos Livros

Estações de passagem da ficção de Lima Barreto
Marcos Vinícius Scheffel
Formato 14x21 cm, 270 páginas
ISBN 978-85-391-0417-8

Em Estações de passagem da ficção de Lima Barreto, Marcos Scheffel analisa a influência da escrita da intimidade e das crônicas na composição do romance Vida e Morte de M.J. Gonzaga de Sá, de Lima Barreto. O presente estudo parte do pressuposto que Lima Barreto escolheu e potencializou uma forma fragmentária para representar os conflitos da modernidade brasileira no início do século XX. Dessa forma, o romance abordava temas típicos da crônica: os passeios de bonde, as reformas urbanísticas, os espetáculos de teatro, a derrubada de antigos prédios – tudo isso por meio dos diálogos entre Augusto Machado e Gonzaga de Sá que vagam por um cenário de transformações sociais, políticas e econômicas na cidade do Rio de Janeiro.
 
 
Últimos Produtos Visitados
A mulher, o lúdico e o grotesco em Lya Luft
A mulher, o lúdico e o grotesco em Lya Luft
Depois de Auschwitz: anti-semitismo em Theodor Adorno
Depois de Auschwitz: anti-semitismo em Theodor Adorno
O dilema da maternidade
O dilema da maternidade
Os nomes da comunicação
Os nomes da comunicação
Literatura da urgência: Lima Barreto no domínio da loucur
Literatura da urgência: Lima Barreto no domínio da loucur
O imperialismo romano
O imperialismo romano
Revolta e Melancolia
Revolta e Melancolia
A ordem social como problema psíquico: do existencialismo sociol
A ordem social como problema psíquico: do existencialismo sociol
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail