Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
          - Análise do Discurso e Semiótica
          - Antropologia
          - Arqueologia
          - Arquitetura
          - Artes Clássicas e na Antiguidade
          - Artes Contemporâneas
          - Ciência Política
          - Comunicação
          - Crítica Literária
          - Educação
          - Estudos de Corpo
          - Estudos de Gênero
          - Estudos de Religião
          - Filosofia
          - Filosofia Antiga
          - Geografia
          - História
          - História Antiga
          - Meio Ambiente
          - Psicanálise
          - Quadrinhos
          - Redes Digitais
          - Relações Internacionais
          - Sociologia
          - Sociologia do Trabalho
          - Urbanismo
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
De: R$ 60,00
  Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
R$ 60,00
R$ 60,00
Veja mais novidades
O Poder Pelo Avesso na Literatura Brasileira
O Poder Pelo Avesso na Literatura Brasileira
Código do Produto: 14x21
De: R$ 62,00
Por: R$ 62,00
Economia de R$ 0,00
 

O Poder Pelo Avesso na Literatura Brasileira
Jean Pierre Chauvin
Formato 14x21 cm, 236 páginas
ISBN 978-85-391-0602-8


O que Manuel Antônio de Almeida, Joaquim Maria Machado de Assis e Afonso Henriques de Lima Barreto têm em comum? Essa parece ser a pergunta que motiva o estudo de Jean Pierre Chauvin dada a público, pela primeira vez, neste livro. Ao concentrar-se na análise sobre as Memórias de um sargento de milícias (1855), O Alienista (1881) e Vida e morte de M. J. Gonzaga de Sá (1919), o autor sugere diálogos entre a literatura, a sociedade e a história, que favorecem a interpretação das obras pela ótica da construção e manutenção do poder pessoal, este mal equilibrado por entre os desvãos que embalam os privilégios e desmandos em nossa esfera pública. Longe de propor uma classificação dos autores e obras, usualmente afixados em movimentos ou escolas literárias, o ensaio preocupa-se em mostrar que a ficção – colada a alguns eventos de nossa história –, diz muito sobre o caráter artificial e oco de determinados discursos, quase sempre entoados pelo viés reducionista do personalismo, na reafirmação de favores e desmandos. Porventura decorra daí a força das personagens postas em exame: a malandragem de Leonardo; a ciência algo dogmática de Simão Bacamarte; a sabedoria de Gonzaga de Sá, calcada na ética, na doçura e na experiência.
 
 
Últimos Produtos Visitados
As origens da alma
As origens da alma
Revista Archai 11
Revista Archai 11
Das fronteiras do Conjunto ao conjunto das Fronteiras
Das fronteiras do Conjunto ao conjunto das Fronteiras
Campo de poder dos grandes projetos urbanos : a região metropoli
Campo de poder dos grandes projetos urbanos : a região metropoli
Governança da ordem ambiental internacional e inclusão social
Governança da ordem ambiental internacional e inclusão social
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail