Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 6 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
          - Análise do Discurso e Semiótica
          - Antropologia
          - Arqueologia
          - Arquitetura
          - Artes Clássicas e na Antiguidade
          - Artes Contemporâneas
          - Ciência Política
          - Comunicação
          - Crítica Literária
          - Educação
          - Estudos de Corpo
          - Estudos de Gênero
          - Estudos de Religião
          - Filosofia
          - Filosofia Antiga
          - Geografia
          - História
          - História Antiga
          - Meio Ambiente
          - Psicanálise
          - Quadrinhos
          - Redes Digitais
          - Relações Internacionais
          - Sociologia
          - Sociologia do Trabalho
          - Urbanismo
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A linguagem se refletindo: introdução à poética de Mallarmé
A linguagem se refletindo: introdução à poética de Mallarmé
De: R$ 60,00
  Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Ameaças à democracia = Amenazas a la democracia
Ameaças à democracia = Amenazas a la democracia
R$ 55,00
R$ 55,00
Veja mais novidades
De caboclos a bem-te-vis: formação do campesinato numa sociedade
De caboclos a bem-te-vis: formação do campesinato numa sociedade
Código do Produto: 16x23cm
De: R$ 94,00
Por: R$ 94,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

De caboclos a bem-te-vis: formação do campesinato numa sociedade escravista Maranhão, 1800 - 1850 - 2ª Edição
Matthias Röhrig Assunção
16X23 cm, 550 páginas
ISBN : 978-85-391-0660-8

“De Caboclos a Bem-te-vis, num intenso diálogo entre o local, o regional, o nacional e o atlântico, Matthias Assunção procura entender como caboclos, escravos, libertos e descendentes de africanos, tornam-se rebeldes e protagonizam uma das maiores revoltas do Brasil imperial, na primeira metade do século XIX, no Maranhão – a Balaiada. Com uma impactante pesquisa, tenho certeza que o leitor sairá convencido da importância do conhecimento histórico para revermos cristalizadas representações sobre a mobilização política de setores populares e negros, assim como para entendermos que o passado sempre pode reaparecer e ser acionado nas lutas políticas e identitárias do presente.
A Balaiada, como mostra Matthias, não foi esquecida.”

Martha Abreu
Professora Associada do
Departamento de História da UFF

 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     No tempo da escravidão: experiências de senhores e escravos em B   No tempo da escravidão: experiências de senhores e escravos em B
     A majestade do monarca: sermões de Antônio Vieira   A majestade do monarca: sermões de Antônio Vieira
     O governo das conquistas do Norte   O governo das conquistas do Norte
 
Últimos Produtos Visitados
Pescadores e roceiros: escravos e forros em Itaparica séc. XIX
Pescadores e roceiros: escravos e forros em Itaparica séc. XIX
Obras de guerra: produção musical francesa na 1ª Guerra Mundial
Obras de guerra: produção musical francesa na 1ª Guerra Mundial
Patrimônio cultural e cidade: práticas de preservação em SP
Patrimônio cultural e cidade: práticas de preservação em SP
A imaginação revolucionária
A imaginação revolucionária
Ufanismo e ressentimento: de MG aos sertões de SP (séc. XVIII)
Ufanismo e ressentimento: de MG aos sertões de SP (séc. XVIII)
Histori(cidade)s: um olhar multidisciplinar
Histori(cidade)s: um olhar multidisciplinar
Narciso no Império dos Crisântemos
Narciso no Império dos Crisântemos
Culturas e linguagens em folhetos religiosos no Nordeste
Culturas e linguagens em folhetos religiosos no Nordeste
Riqueza e escravidão: Bonfim do Paraopeba/MG séc. XIX
Riqueza e escravidão: Bonfim do Paraopeba/MG séc. XIX
Discurso político no folheto de cordel
Discurso político no folheto de cordel
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail