Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Mulheres, direito à cidade e estigmas de gênero: a segregação ur
Mulheres, direito à cidade e estigmas de gênero: a segregação ur
De: R$ 78,00
  Por: R$ 62,40
Economia de R$ 15,60
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Mulheres, direito à cidade e estigmas de gênero: a segregação ur
Mulheres, direito à cidade e estigmas de gênero: a segregação ur
R$ 78,00
R$ 62,40
Veja mais novidades
Viver por um fio: pobreza e política social
Viver por um fio: pobreza e política social
Código do Produto: 16x23
De: R$ 69,43
Por: R$ 55,54
Economia de R$ 13,89
 
Acessar a Cia. dos Livros

Viver por um fio: pobreza e política social
Anete Brito Leal Ivo
Formato 16x23cm, 258 páginas
ISBN 978-85-7419-867-5

Neste livro a socióloga baiana demonstra, como a questão social aparece como uma das grandes invenções da modernidade. Dialoga com autores clássicos importantes para explicar a construção social, a responsabilidade do Estado na organização da proteção social e o papel da sociologia de racionalizar a estruturação das sociedades urbano-industriais. Ao mesmo tempo, a autora demonstra que, em sociedades surgidas na periferia do capitalismo ocidental, como o Brasil, a questão social tem peculiaridades dadas pela presença de um Estado social que nunca se emancipou e de uma exclusão social que reaviva o tradicional dentro do moderno. A análise das mudanças da sociedade brasileira ente os anos de oitenta e dois mil é esclarecedora das tentativas de os governantes enfrentarem a pobreza mediante políticas de “focalização” que, se, por um lado, minimizam as desigualdades da renda, por outro, constituem medidas paliativas fase aos desafios maiores colocados pela universalidade da proteção social no novo milênio.

Sumário sintetizado

Apresentação Paulo Fábio Dantas Neto

Prefácio José Ricardo Ramalho


I Parte: A grande invenção social

Capítulo 1: Sociologia, modernidade e pobreza

Capítulo 2: A sociologia como razão teórica: alguns elementos para uma sociologia da pobreza

Capítulo 3: A sociologia da pobreza como razão prática

Capítulo 4: O enigma brasileiro da questão social: a reprodução das desigualdades sociais


II Parte: A reconversão do social no Brasil contemporâneo

Capítulo 5: Caminho de volta: tendências liberais na reforma do estado social

Capítulo 6: A construção do social como problema público no contexto contemporâneo

Capítulo 7: Os “coletivos de destino”: os trabalhadores vulneráveis e os pobres da assistência

Capítulo 8: Olhar cruzado: pobreza, trabalho e cidadania

 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Novas configurações do trabalho e economia solidária   Novas configurações do trabalho e economia solidária
     Entre a solidariedade e o risco   Entre a solidariedade e o risco
     Entre desalento e invenção: desemprego e desenraizamento em SP   Entre desalento e invenção: desemprego e desenraizamento em SP
     O trabalho reconfigurado: ensaios sobre Brasil e México   O trabalho reconfigurado: ensaios sobre Brasil e México
     Quilombo, favela e periferia: longa busca da cidadania   Quilombo, favela e periferia: longa busca da cidadania
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail