Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 5 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
De: R$ 70,00
  Por: R$ 56,00
Economia de R$ 14,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
R$ 40,00
R$ 32,00
Veja mais novidades
A invenção da baianidade
A invenção da baianidade
Código do Produto: 14x21
De: R$ 66,00
Por: R$ 49,50
Economia de R$ 16,50
 
Acessar a Cia. dos Livros

A invenção da baianidade
Agnes Mariano
Formato 14x21cm, 310 páginas
ISBN 978-85-7419-896-5

Identidade baiana. O que faz ser baiano. Baianidade. A referência a um modo de agir, ser e sentir definido como tipicamente baiano aparece em relatos de viajantes, criações de artistas e intelectuais, produções jornalísticas, da indústria do entretenimento e do turismo.
Neste A invenção da baianidade, Agnes Mariano busca nas letras das canções os hábitos, práticas e valores que sustentam esse discurso. Encontra a “boa terra”, uma Bahia tranqüila, letárgica, dengosa, com seus quitutes, festas e santos. E também a “terra do axé”, dos trios, da negritude, da alegria, do despojamento. Interligando os dois períodos, a defesa simultânea da tradição e do prazer, a tensão entre a obediência e a transgressão. Como qualquer discurso identitário, o da baianidade também serve a vários usos, inclusive políticos, despertando reações variadas, que vão dos críticos ferozes aos defensores ardorosos

Sumário sintetizado

Apresentação Antonio Albino Canelas Rubim

Capítulo 1 A boa terra
Contexto histórico
Religiosidade
Alimentação
Corporeidade
A personalidade baiana

Capítulo 2 Terra do axé
Contexto histórico
Festa
Religiosidade
Emblemas – músicos, bairros e organização
A personalidade baiana

Capítulo 3 A retórica da baianidade
Tradição
Prazer

Matéria | Revista Brasileiros | Fev/2011
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Visões políticas do Império   Visões políticas do Império
     Conciliar o império: o Marquês de Paraná e a política imperial (   Conciliar o império: o Marquês de Paraná e a política imperial (
     Letras e identidades: São Paulo no século XX   Letras e identidades: São Paulo no século XX
     Crítica Contemporânea: cultura, trabalho, política e racismo   Crítica Contemporânea: cultura, trabalho, política e racismo
     Perdigão Malheiro e a crise do sistema escravocrata e do império   Perdigão Malheiro e a crise do sistema escravocrata e do império
     Institucionalização das ciências agrícolas e seu ensino no BR   Institucionalização das ciências agrícolas e seu ensino no BR
 
Últimos Produtos Visitados
Lugar Nenhum ou Bora Bora? Rock brasileiro anos 80
Lugar Nenhum ou Bora Bora? Rock brasileiro anos 80
Um outro mundo antigo
Um outro mundo antigo
Afinal, o que é docudrama?
Afinal, o que é docudrama?
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail