Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Geopolítica e discursos territoriais no pensamento autoritário b
Geopolítica e discursos territoriais no pensamento autoritário b
De: R$ 61,00
  Por: R$ 48,80
Economia de R$ 12,20
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Na música: Vilém Flusser
Na música: Vilém Flusser
R$ 46,00
R$ 36,80
Veja mais novidades
A sexta história
A sexta história
Código do Produto: 14x21
De: R$ 27,00
Por: R$ 20,25
Economia de R$ 6,75
 

A sexta história: a face trágica da narrativa em A hora da estrela
Felipe Mansur
Formato 14x21cm, 122 páginas
ISBN 978-85-391-0207-5

Este livro estrutura-se de três maneiras. Parte-se, primeiramente, de uma análise da forma da narrativa, de intensa carga dramática; posteriormente, a ênfase se dá através da linguagem, tanto do trabalho que Lispector faz dela em sua obra, quanto dos questionamentos acerca da linguagem literária, ou seja, a metanarrativa; por fim, na terceira parte, revela-se a condição trágica presente em Rodrigo S. M. de maneira mais abrangente. “A consciência trágica”, último capítulo do livro, mostra que se o trágico não pode mais ser escrito e vivenciado nos tempos modernos tal qual o era na tragédia ateniense, pode, no entanto, sobreviver e reinterpretar o universo da tragédia a partir do poder inerente da literatura. A hora da estrela mostra-se uma obra capaz de conduzir seu leitor à reflexão de que o trágico moderno consiste, justamente, na impossibilidade da tragédia ressurgir, pois a desmedida, que caracterizava o herói, não é mais uma desgraça que lhe acomete individualmente, já que na modernidade ela transfigura-se na forma de uma violência coletiva radicada no mundo. Rodrigo S. M. é a mascara de Clarice Lispector a procura de um rosto humano que lhe dê identidade.

 
 
Últimos Produtos Visitados
A guerra dos pelados
A guerra dos pelados
A comunidade em exílio: Lima Barreto e Roberto Arlt
A comunidade em exílio: Lima Barreto e Roberto Arlt
Histórias do design do Brasil II
Histórias do design do Brasil II
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail