Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Estudos Transdisciplinares em tempos de Terra em Transe: ambient
Estudos Transdisciplinares em tempos de Terra em Transe: ambient
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
Obras Morais: como distinguir um adulador de um amigo
Obras Morais: como distinguir um adulador de um amigo
Código do Produto: 12x19 cm
De: R$ 60,00
Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Obras Morais: como distinguir um adulador de um amigo / Como retirar benefício dos inimigos / Acerca do número excessivo de amigos
Plutarco – Tradução do grego, introdução e notas Paulo Barata Dias
Formato 12x19cm, 244 páginas
ISBN: 978-85-646-0806-1

Os tratados de Plutarco sobre a amizade, traduzidos num só volume, são obras autônomas, no tempo de composição, na dimensão e, em particular, no olhar diverso que o perspicaz autor dedica ao vasto tema da amizade. Todos eles, no entanto, dão testemunho do mundo social aristocrático helenístico, do fechamento da noção de cidadania e de liberdade política assente nas leis da Pólis. Assim, gerir as relações interpessoais, selecionar os amigos em função dos ganhos recolhidos, ser capaz de analisar minuciosamente o caráter e os propósitos dos que conosco privam é condição de tranquilidade, do sucesso e da felicidade a que um homem previdente deve aspirar. Num discurso cru e cheio de ocasiões de ironia, estes verdadeiros manuais de autoajuda denunciam os comportamentos que negam o conceito aristotélico de amizade (Ética a Nicômaco, 1156 A-B).

 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O De Excidio Vrbis e outros sermões sobre a queda de Roma   O De Excidio Vrbis e outros sermões sobre a queda de Roma
     Contra Neera [Demóstenes]   Contra Neera [Demóstenes]
     Banquete: apologia de Sócrates   Banquete: apologia de Sócrates
     Vidas de Galba e Otão   Vidas de Galba e Otão
     Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo   Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo
     Vidas Paralelas: Alcibíades e Coriolano   Vidas Paralelas: Alcibíades e Coriolano
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail