Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
          - Atopos
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Perspectivas de natureza: geografia, formas de natureza e políti
Perspectivas de natureza: geografia, formas de natureza e políti
De: R$ 78,00
  Por: R$ 62,40
Economia de R$ 15,60
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Palanque e patíbulo: o patrimônio cultural na Assembléia Naciona
Palanque e patíbulo: o patrimônio cultural na Assembléia Naciona
R$ 62,50
R$ 50,00
Veja mais novidades
Redes digitais e sustentabilidade
Redes digitais e sustentabilidade
Código do Produto: 14x21
De: R$ 68,70
Por: R$ 54,96
Economia de R$ 13,74
 
Acessar a Cia. dos Livros

Redes digitais e sustentabilidade: as interações com o meio ambiente na era da informação
Massimo Di Felice, Julliana Cutolo Torres e Leandro Key Higuchi Yanaze (organizadores)
Formato 14x21, 218 páginas
ISBN 978-85-391-0312-6

Prefácio de Michel Maffesoli

Existe uma estreita relação entre os meios de comunicação, suas arquiteturas informativas e a forma de nos relacionarmos com o meio ambiente. A passagem de uma estrutura comunicativa analógica frontal, baseada na separação entre emissor e receptor, para um modelo comunicativo reticular e interativo, cria uma profunda transformação na nossa relação com o território, inaugurando uma nova condição habitativa. Nesta, realiza-se o advento de um novo contrato natural no qual a natureza e o meio ambiente deixam de ser paisagem externa, imagem frontal, para assumir as formas de uma arquitetura relacional informativa, nem externa nem interna.

A partir desta perspectiva, evidencia-se como as redes digitais contribuem para a realização da passagem de um contrato social, baseado exclusivamente nas relações entre os atores humanos, para uma nova forma de contratualidade ecológico-comunicativa, reunindo os coletivos-atores, humanos e não-humanos, que constituem os componentes de uma inédita arquitetura social reticular, na qual a tecnologia, o meio ambiente e os humanos são os membros interagentes dos mesmos ecossistemas comunicavos.

Sumário sintetizado

As redes sociais da cibercultura pós-moderna
Michel Maffesoli

Parte I: Epistemologias reticulares e ecossistemas informativos
As gêneses da perspectiva reticular
A representação gráfica das redes sociais na internet
As redes digitais como ecossistemas informativos

Parte II: Eco-network: a ação para a sustentabilidade nas redes digitais
A sustentabilidade e a crise da externalidade
A pesquisa em contextos reticulares
A pesquisa atópica para a sustentabilidade

 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Empresas e consumidores em rede   Empresas e consumidores em rede
     Vilém Flusser: uma introdução   Vilém Flusser: uma introdução
     Paisagens pós-urbanas: formas comunicativas do habitar   Paisagens pós-urbanas: formas comunicativas do habitar
     A pele da cultura   A pele da cultura
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail