Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Trabalho e pandemia: informalidade, precarização e suas múltipla
Trabalho e pandemia: informalidade, precarização e suas múltipla
De: R$ 85,00
  Por: R$ 85,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Desafios para o serviço social na luta antirracista: questão étn
Desafios para o serviço social na luta antirracista: questão étn
R$ 65,00
R$ 65,00
Veja mais novidades
Vidas de Galba e Otão
Vidas de Galba e Otão
Código do Produto: 12x19
De: R$ 30,00
Por: R$ 30,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Vidas de Galba e Otão
Plutarco
Tradução do grego, introdução e notas
José Luis Lopes Brandão
Formato 12x19 cm, 132 páginas
ISBN 978-85-64608-34-4

Depois da morte de Nero, o último representante da dinastia dos Júlio-Cláudios, em Junho de 68 d.C., o Império Romano entrou em crise. Os conflitos, que se estenderam por ano e meio, geraram quatro imperadores, que desfilaram no Palatino como actores num palco: Galba, Otão, Vitélio e, por fim, Vespasiano, o único que se impôs e deu início à dinastia dos Flávios. Plutarco atribui esta instabilidade aos soldados, que colocavam a satisfação da sua cobiça à frente dos juramentos prestados. Nestas duas Vidas, assistimos à aclamação de Galba, na Hispânia; ao golpe de Otão, aclamado em Roma pelos pretorianos; e à vitória de Vitélio, que os exércitos da Germânia tinham, por sua vez, aclamado.
As Vidas de Galba e Otão representam a porção que sobreviveu na íntegra das Vidas dos Césares de Plutarco − colectânea que abarcaria os sucessivos imperadores romanos, a começar em Augusto e a terminar em Vitélio.  
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Oração contra Leócrates   Oração contra Leócrates
     A MUSA DIFUSA: VISÕES DA ORALIDADE NOS POEMAS HOMÉRICOS   A MUSA DIFUSA: VISÕES DA ORALIDADE NOS POEMAS HOMÉRICOS
     Memoráveis   Memoráveis
     Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo   Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo
     Contra Neera [Demóstenes]   Contra Neera [Demóstenes]
     Banquete: apologia de Sócrates   Banquete: apologia de Sócrates
 
Últimos Produtos Visitados
Leituras do sexo
Leituras do sexo
O pensamento mítico no horizonte de Platão
O pensamento mítico no horizonte de Platão
O Kuruma Ningyo e o corpo no teatro de animação japonês
O Kuruma Ningyo e o corpo no teatro de animação japonês
Contribuições para a gestão da zona costeira no Brasil
Contribuições para a gestão da zona costeira no Brasil
Trabalho e sindicato: o ABC Paulista e o Sul Fluminense
Trabalho e sindicato: o ABC Paulista e o Sul Fluminense
Revista Archai 10
Revista Archai 10
Mobilidade precária na metrópole de São Paulo
Mobilidade precária na metrópole de São Paulo
A fronteira urbana: urbanização, industrialização e mercado imob
A fronteira urbana: urbanização, industrialização e mercado imob
Dinâmicas contemporâneas do espaço agrário brasileiro
Dinâmicas contemporâneas do espaço agrário brasileiro
Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque
Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail