Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 2 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
          - Design
          - Fotografia
          - Artes Plásticas e Teoria da Arte
          - Cinema
          - Dança
          - Música
          - Teatro
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
TRABALHO E AÇÃO COLETIVA NO BRASIL
TRABALHO E AÇÃO COLETIVA NO BRASIL
De: R$ 80,00
  Por: R$ 64,00
Economia de R$ 16,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
São Paulo nas mudanças climáticas: cenários ambientais para a re
São Paulo nas mudanças climáticas: cenários ambientais para a re
R$ 80,00
R$ 64,00
Veja mais novidades
Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Código do Produto: 14x21
De: R$ 79,00
Por: R$ 59,25
Economia de R$ 19,75
 

Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Jonas Rodrigues de Moraes
Formato 16x23 cm, 292 páginas
ISBN 978-85-391-0460-4

O presente livro discorre sobre a produção musical e a trajetória artística de Luiz Gonzaga, precisamente sobre a invenção do baião e os outros gêneros apropriados pelo sanfoneiro, os quais serviram como discursos fundantes desses marcadores identitários. Verifica-se que as músicas (letras e ritmos) e a performance do autor serviram como táticas discursivas para a construção de um imaginário de Nordeste. O baião e outros gêneros tocados pelo trio musical – organização performática de palco – forjaram uma prática de música que entrou nos processos de negociação identitária com o seu público/ouvinte. A tradução discursiva de Nordeste e de nordestino foi engendrada também por imagens e símbolos a partir de uma indumentária retirada das tradições regionais (cangaceiros e vaqueiros) e ressignificada pelo artista dentro de um contexto social urbano. A musicalidade de Gonzaga foi construída no entre-lugar sertão nordestino/ terras civilizadas. Esse trabalho se desenvolveu numa relação da história com a música e suas formas de interpretação.


 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail