Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Leituras do Corpo
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Agricultura urbana: como ativismo na cidade de São Paulo
Agricultura urbana: como ativismo na cidade de São Paulo
De: R$ 56,00
  Por: R$ 44,80
Economia de R$ 11,20
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Situando Jane Jacobs
Situando Jane Jacobs
R$ 73,00
R$ 58,40
Veja mais novidades
Gramática da multidão: para uma análise das formas de vida conte
Gramática da multidão: para uma análise das formas de vida conte
Código do Produto: 16x23
De: R$ 54,90
Por: R$ 43,92
Economia de R$ 10,98
 
Acessar a Cia. dos Livros

Gramática da multidão: para uma análise das formas de vida contemporâneas
Paolo Virno
Formato 16x23 cm, 110 páginas
ISBN 978-85-391-0573-1

É preciso ter presente que a alternativa entre "povo" e "multidão" esteve no centro das controvérsias práticas (fundação do Estado centralizado moderno, guerras religiosas, etc.) e teóricofilosóficas do século XVII. Esses dois conceitos em luta, forjados no fogo de agudos contrastes, jogaram um papel de enorme importância na definição das categorias sócio-políticas da modernidade. A noção de "povo" foi a prevalecente. "Multidão" foi o termo derrotado, o conceito que perdeu. Ao descrever a forma de vida associada e o espírito público dos grandes Estados recém constituídos, já não mais se falou de multidão, senão que de povo. Resta hoje perguntar, se ao final de um prolongado ciclo, não se reabriu aquela antiga disputa; se hoje, quando a teoria política da modernidade padece de uma crise radical, aquela noção derrotada, então, não mostra uma extraordinária vitalidade, assumindo assim uma clamorosa revanche? (P. V.)
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Insurgências poéticas   Insurgências poéticas
     Amanhã vai ser maior: o levante da multidão no ano que não termi   Amanhã vai ser maior: o levante da multidão no ano que não termi
     Manifesto Convivialista: declaração de interdependência   Manifesto Convivialista: declaração de interdependência
     A comunicação das coisas: teoria ator-rede e cibercultura   A comunicação das coisas: teoria ator-rede e cibercultura
     A multidão foi ao deserto: as manifestações no Brasil em 2013   A multidão foi ao deserto: as manifestações no Brasil em 2013
     Nas trilhas da política ambiental: conflitos e agendas   Nas trilhas da política ambiental: conflitos e agendas
 
Últimos Produtos Visitados
A multidão foi ao deserto: as manifestações no Brasil em 2013
A multidão foi ao deserto: as manifestações no Brasil em 2013
Artes do impossível: protestos no movimento antiglobalização
Artes do impossível: protestos no movimento antiglobalização
Nem barbárie nem civilização! José Oiticica
Nem barbárie nem civilização! José Oiticica
Amanhã vai ser maior: o levante da multidão no ano que não termi
Amanhã vai ser maior: o levante da multidão no ano que não termi
Insurgências poéticas
Insurgências poéticas
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail