Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
R$ 88,00
R$ 88,00
Veja mais novidades
Sob o signo de Janus
Sob o signo de Janus
Código do Produto: 16x23 cm
De: R$ 47,00
Por: R$ 47,00
Economia de R$ 0,00
 

Sob o signo de Janus: a presença da máscara no Bumba-Meu-Boi, no cavalo marinho e outros aportes da contemporaneidade
Felisberto Sabino da Costa
Formato 16x23 cm, 174 páginas
ISBN 978-85-391-0665-3

O trabalho com a máscara requer, como fundamento, o jogo corporal. Ao subtrair o sistema de expressão do rosto, a máscara desvela o corpo, que se torna a ferramenta da escrita gestual no espaço. Dizer que o jogo com a máscara requer, como fundamento, o trabalho corporal traz, como na formulação anterior, a presença do corpo. É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
O trabalho com a máscara requer, como fundamento, o jogo corporal. Ao subtrair o sistema de expressão do rosto, a máscara desvela o corpo, que se torna a ferramenta da escrita gestual no espaço. Dizer que o jogo com a máscara requer, como fundamento, o trabalho corporal traz, como na formulação anterior, a presença do corpo. É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O corpo nu e as representações sociais do masculino   O corpo nu e as representações sociais do masculino
     Compêndio da poesia tragicômica   Compêndio da poesia tragicômica
 
Últimos Produtos Visitados
No emaranhado da rede: gênero, sexualidade e mídia, desafios teó
No emaranhado da rede: gênero, sexualidade e mídia, desafios teó
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail