Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A formação regional do Mucuri: o homem, o rio e a mata no nordes
A formação regional do Mucuri: o homem, o rio e a mata no nordes
De: R$ 80,00
  Por: R$ 80,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Pela metade: a lei de drogas do Brasil
Pela metade: a lei de drogas do Brasil
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
Sob o signo de Janus
Sob o signo de Janus
Código do Produto: 16x23 cm
De: R$ 47,00
Por: R$ 47,00
Economia de R$ 0,00
 

Sob o signo de Janus: a presença da máscara no Bumba-Meu-Boi, no cavalo marinho e outros aportes da contemporaneidade
Felisberto Sabino da Costa
Formato 16x23 cm, 174 páginas
ISBN 978-85-391-0665-3

O trabalho com a máscara requer, como fundamento, o jogo corporal. Ao subtrair o sistema de expressão do rosto, a máscara desvela o corpo, que se torna a ferramenta da escrita gestual no espaço. Dizer que o jogo com a máscara requer, como fundamento, o trabalho corporal traz, como na formulação anterior, a presença do corpo. É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
O trabalho com a máscara requer, como fundamento, o jogo corporal. Ao subtrair o sistema de expressão do rosto, a máscara desvela o corpo, que se torna a ferramenta da escrita gestual no espaço. Dizer que o jogo com a máscara requer, como fundamento, o trabalho corporal traz, como na formulação anterior, a presença do corpo. É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
É disso que se trata: a máscara é um corpo em movimento, em que objeto e atuante se põem disponíveis um para com o outro, constituindo um outrem cujas faces-presenças penetram-se.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O corpo nu e as representações sociais do masculino   O corpo nu e as representações sociais do masculino
     Compêndio da poesia tragicômica   Compêndio da poesia tragicômica
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail