Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
          - Atopos
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
De: R$ 70,00
  Por: R$ 56,00
Economia de R$ 14,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Religião, corporeidade e direitos reprodutivos
Religião, corporeidade e direitos reprodutivos
R$ 40,00
R$ 32,00
Veja mais novidades
Máquinas de imagem: arte, tecnologia e pós-virtualidade
Máquinas de imagem: arte, tecnologia e pós-virtualidade
Código do Produto: 16x23cm
De: R$ 68,03
Por: R$ 54,42
Economia de R$ 13,61
 
Acessar a Cia. dos Livros

Máquinas de imagem: arte, tecnologia e pós-virtualidade
Cesar Baio 
16x23cm, 208 páginas
ISBN  978-85-391-0719-3

“Em Máquinas de imagem, Cesar Baio nos proporciona uma acurada leitura da condição contemporânea, atualizando as proposições desenvolvidas por Vilém Flusser sobre os aparelhos técnicos de mediação. Uma perspectiva teórica consistente, radicada na identificação das linhas de forças singularizantes dos fenômenos culturais contemporâneos, considerados a partir da leitura crítica das formulações conceituais predominantes até o início dos anos 1980, mas, igualmente decisivo, desde o ponto de vista da liberdade do artista e do participante implicados na aventura estética. A percepção dos acontecimentos históricos, o pensamento filosófico e a experiência estética encontram-se entrelaçadas nas análises empreendidas por Baio, de modo a proporcionar as condições de existência de um pensamento que se exerce orientado pelo princípio do desafio e da superação, em diálogo direto com a experiência artística processual, desencadeada a partir das disposições singulares das imagens e dos participantes, quando o que faz diferença são as relações instituídas no encontro entre a obra e o seu ativador.”

Do prefácio de Antonio Fatorelli

 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail