Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
          - Análise do Discurso e Semiótica
          - Antropologia
          - Arqueologia
          - Arquitetura
          - Artes Clássicas e na Antiguidade
          - Artes Contemporâneas
          - Ciência Política
          - Comunicação
          - Crítica Literária
          - Educação
          - Estudos de Corpo
          - Estudos de Gênero
          - Estudos de Religião
          - Filosofia
          - Filosofia Antiga
          - Geografia
          - História
          - História Antiga
          - Meio Ambiente
          - Psicanálise
          - Quadrinhos
          - Redes Digitais
          - Relações Internacionais
          - Sociologia
          - Sociologia do Trabalho
          - Urbanismo
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Guia dos lugares difíceis de São Paulo
Guia dos lugares difíceis de São Paulo
De: R$ 60,00
  Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Direitos humanos e meio ambiente: reflexões conceituais e estudo
Direitos humanos e meio ambiente: reflexões conceituais e estudo
R$ 75,00
R$ 75,00
Veja mais novidades
As reorientações da alma em Platão : a audição, a visão e a herm
As reorientações da alma em Platão : a audição, a visão e a herm
Código do Produto: 16x23cm
De: R$ 50,00
Por: R$ 50,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

As reorientações da alma em Platão : a audição, a visão e a hermenêutica
Diogo Norberto Mesti
Formato: 16x23 cm, 150 páginas
ISBN: 978-85-391-0763-6

As Reorientações da alma em Platão rompe com algumas compreensões equivocadas a respeito da filosofia platônica quando o assunto é a querela entre filosofia e poesia, ao tentar responder a pergunta que o próprio Sócrates faz no Teeteto: “Quem se atreveria a lutar contra um exército tão forte e um general como Homero?” (153a). A principal tarefa é tentar compreender minuciosamente a relação entre poesia e filosofia nos livros II, III e X da República, evocando também algumas relações com outros diálogos. Como Diogo Norberto  Mesti indica, os limites que a filosofia impõe à poesia são, definitivamente, filosóficos e inegavelmente críticos, mas são também poéticos ou rapsódicos e até mesmo eróticos (como quando se pretende evitar aquela paixão inebriante [Homero] diante da qual não se tem muito controle [Sócrates]). Por isso a imagem da capa em que Sócrates pensa virando as costas para Apolo e ao mesmo tempo sendo inspirado por ele. Platão em algumas circunstâncias está pretendendo reescrever e corrigir os erros homéricos, tentando ser mais poeta do que o grande poeta, mais hermeneuta do que os rapsodos, os sofistas e os tragediógrafos.

O resultado é um texto que costura muito bem os laços estreitos entre filosofia e poesia, indicando como a filosofia aceitou a educação auditiva e musical e desenvolveu com a questão da visibilidade suas próprias metáforas, imagens e interpretações a respeito do conhecimento e do saber. A resposta à pergunta do Teeteto é esclarecida pela apresentação do ágon que Platão ousou travar contra o poeta, utilizando-se de algumas armas poéticas. Resta admitir que sem Homero não se pode compreender Platão.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Artes do impossível: protestos no movimento antiglobalização   Artes do impossível: protestos no movimento antiglobalização
     Leituras de Judith Butler   Leituras de Judith Butler
 
Últimos Produtos Visitados
Arte, cultura e cidade: aspectos estético-políticos
Arte, cultura e cidade: aspectos estético-políticos
Corpo: um modo de ser divino (metafísica de Espinosa)
Corpo: um modo de ser divino (metafísica de Espinosa)
Risco como estética, corpo como espetáculo
Risco como estética, corpo como espetáculo
Machado de Assis e a escravidão
Machado de Assis e a escravidão
Histórias do design no Brasil
Histórias do design no Brasil
Nietzsche: a experiência de si como transgressão
Nietzsche: a experiência de si como transgressão
Misérias do presente, riqueza do possível<br
Misérias do presente, riqueza do possível
Homens anfíbios - etnografia de um campesinato das águas
Homens anfíbios - etnografia de um campesinato das águas
Um olhar sobre formadores de formadores
Um olhar sobre formadores de formadores
Rastros do Tanztheater no processo criativo
Rastros do Tanztheater no processo criativo
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail