Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
De: R$ 40,00
  Por: R$ 0,00
Economia de R$ 40,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Saul de Vilém Flusser: diálogo e subversão
Saul de Vilém Flusser: diálogo e subversão
R$ 50,00
R$ 0,00
Veja mais novidades
Conflitos do imaginário: crenças afro-brasileiras (SP 1890/1920)
Conflitos do imaginário: crenças afro-brasileiras (SP 1890/1920)
Código do Produto: 11,5x20
De: R$ 65,00
Por: R$ 0,00
Economia de R$ 65,00
 

Conflitos do imaginário: a reelaboração das práticas e crenças afro-brasileiras na "Metrópole do Café" (1890-1920)
Paulo Koguruma
Formato 11,5x20cm, 310 páginas
ISBN: 85-7419-196-5

Apresentação Maria Ignez Machado Borges Pinto

Este livro interpreta as manifestações das práticas e das crenças afro-brasileiras em São Paulo, no período seguinte à extinção do regime do trabalho escravo no Brasil, quando as elites dominantes republicanas procuravam construir em solo brasileiro uma nação moderna e civilizada, seguindo padrões europeus.
Paulo Koguruma mostra que, para alguns segmentos da elite dominantes, a presença, no Brasil, de elementos relacionados às matrizes culturais de origem africana denotava um sintoma de atraso em relação aos países considerados desenvolvidos, ou seja, um empecilho à modernidade.
Embasado no imbricamento entre história e antropologia, o autor faz uma descrição minuciosa e a rica da dinâmica das religiosidades afro-brasileiras, narrando rituais da Umbanda e do Camdomblé, as festas públicas, as cerimônias particulares dedicadas às entidades, guias e orixás, que acontecem em inúmeros terreiros ou centros, os despachos expostos nas praças - ainda hoje -, em claro contraponto à hegemonia do pensamento racional e cientificista e ao ritmo alucinante que marcam a produção capitalista.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Perdigão Malheiro e a crise do sistema escravocrata e do império   Perdigão Malheiro e a crise do sistema escravocrata e do império
     O corpo: pistas para estudos indisciplinares   O corpo: pistas para estudos indisciplinares
     Crítica Contemporânea: cultura, trabalho, política e racismo   Crítica Contemporânea: cultura, trabalho, política e racismo
     Poder e política na clínica psicanalítica   Poder e política na clínica psicanalítica
     Tuxá - índios do Nordeste   Tuxá - índios do Nordeste
     O quintal da fábrica: indutrialização pioneira no interior de SP   O quintal da fábrica: indutrialização pioneira no interior de SP
 
Últimos Produtos Visitados
Viver e sobreviver em uma vila colonial: Sorocaba séc. XVIII/XIX
Viver e sobreviver em uma vila colonial: Sorocaba séc. XVIII/XIX
Ideologias geográficas: espaço, cultura e política
Ideologias geográficas: espaço, cultura e política
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail