Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 6 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Leituras do Corpo
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A lei da metamorfose: de Ovídio a Kafka
A lei da metamorfose: de Ovídio a Kafka
De: R$ 50,00
  Por: R$ 40,00
Economia de R$ 10,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
ECONOMIA POLÍTICA DO AGRONEGÓCIO
ECONOMIA POLÍTICA DO AGRONEGÓCIO
R$ 60,00
R$ 48,00
Veja mais novidades
Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Código do Produto: 14x21
De: R$ 62,70
Por: R$ 36,80
Economia de R$ 25,90
 
Acessar a Cia. dos Livros

DISPONÍVEL PARA VENDA NO SITE: 
http://www.ciadoslivros.com.br/do-arouche-aos-jardins-uma-giria-da-diversidade-sexual-310305-p41394

Do Arouche aos jardins: uma gíria da diversidade sexual
Nilton Tadeu Alonso
Formato: 14x21 cm, 186 páginas
ISBN 978-85-7419-949-8

Esta obra é o resultado de um levantamento e de uma análise da gíria usada pelos falantes da diversidade sexual que frequentam a noite paulistana e que se concentram nas regiões dos Jardins e do Centro.
A crescente evidência que o segmento da diversidade sexual vem conquistando na sociedade de São Paulo, como podem corroborar as próprias Paradas do Orgulho GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), e a ausência de um registro linguístico do vocabulário gírio nos limites temporais e geográficos descritos também justificam o interesse pelo tema.
Numa perspectiva sociolinguística, este estudo apresenta um glossário de termos gírios e propõe reflexões acerca dos usos e dos sentidos desses termos. Ao empregarem a gíria como signo de grupo, como forma linguística criptológica, defensiva e excludente, caracterizada, muitas vezes, pelo sarcasmo, pela ironia e pela irreverência, os falantes que compõem o grupo da diversidade sexual a utilizam como um dos modos de se mostrar e de afirmar a identidade própria de seus membros.
O emprego da gíria também contribui para evidenciar determinados comportamentos particulares do grupo que, simultaneamente, ao buscar se defender de eventuais agressões e discriminações, tenta se impor a uma sociedade majoritariamente heterossexual, para que possa viver em condições igualitárias e pacíficas de cidadania.
 
 
Últimos Produtos Visitados
Terra, Trabalho e Poder: Conflitos e lutas sociais no Maranhão C
Terra, Trabalho e Poder: Conflitos e lutas sociais no Maranhão C
Teatro: sedecias tomo I
Teatro: sedecias tomo I
Água e Política
Água e Política
O desvendar do grande livro da natureza: José Vieira Couto
O desvendar do grande livro da natureza: José Vieira Couto
A conservação do bioma cerrado
A conservação do bioma cerrado
Cidade e seus limites: contradições da Califórnia Brasileira
Cidade e seus limites: contradições da Califórnia Brasileira
Megaeventos e produção do espaço urbano
Megaeventos e produção do espaço urbano
Obras Morais: como distinguir um adulador de um amigo
Obras Morais: como distinguir um adulador de um amigo
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail