Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
De: R$ 65,00
  Por: R$ 65,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Trabalhadores em tecnologias da informação e sindicalismo no Bra
Trabalhadores em tecnologias da informação e sindicalismo no Bra
R$ 60,00
R$ 60,00
Veja mais novidades
O jogo de espelhos na ficção de Clarice Lispector
O jogo de espelhos na ficção de Clarice Lispector
Código do Produto: 16x23cm
De: R$ 55,00
Por: R$ 55,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

O jogo de espelhos na ficção de Clarice Lispector
Mariângela Alonso
Formato: 16x23 cm, 256 páginas
ISBN: 978-85-391-0854-0

Lançando um olhar sobre os mecanismos da autotextualidade empregados por Clarice Lispector em suas narrativas, Mariângela Alonso discute o fenômeno da mise en abyme como força criativa e interrogante na literatura da escritora. Caracterizado pela alusão à própria obra, este procedimento assinala um jogo especular, no qual cada texto que se encerra tende a fechar um ciclo que será retomado pelo seguinte e assim sucessivamente, ao modo das curiosas bonecas russas ou das emblemáticas caixas chinesas. No interior desta ciranda textual, sobressai a figura da barata, reelaborada diversas vezes pelo imaginário clariciano.

Este estudo convida o leitor a acompanhar o rastro deste inseto em textos breves como as crônicas Meio cômico, mas eficaz; Receita de assassinato (de baratas), o conto A quinta história e o célebre romance A paixão segundo G.H. Com o respaldo teórico de Lucien Dällenbach, entre outros estudiosos, a pesquisadora apresenta um enfoque original ao trazer à tona aspectos ainda não devidamente explorados pela fortuna crítica de A quinta história e A paixão segundo G.H, incitando a imaginação e a reflexão dos leitores eternamente apaixonados por Clarice Lispector.

Mariângela Alonso é doutora em Estudos Literários pela UNESP, campus de Araraquara e autora do livro Instantes líricos de revelação: a narrativa poética em Clarice Lispector (Annablume, 2013). Suas pesquisas englobam Clarice Lispector, mise en abyme, narrativa poética e prosa brasileira moderna.

 
 
Últimos Produtos Visitados
Jogo, brincadeira e brinquedo: usos e significados no contexto e
Jogo, brincadeira e brinquedo: usos e significados no contexto e
Maquiando o trabalho: opacidade e transparência numa empresa de
Maquiando o trabalho: opacidade e transparência numa empresa de
Agricultura familiar no Brasil
Agricultura familiar no Brasil
Reinventando a cidade : uma etnografia das lutas simbólicas entr
Reinventando a cidade : uma etnografia das lutas simbólicas entr
Vilanova Artigas : projetos residenciais não construídos
Vilanova Artigas : projetos residenciais não construídos
A teoria crítica na multiplicade de suas vozes
A teoria crítica na multiplicade de suas vozes
Luís Saia e as teorias de restauro: São Paulo, 1937-1975
Luís Saia e as teorias de restauro: São Paulo, 1937-1975
Pragmatismo e idealismo sindical : legitimar ou legitimar-se fre
Pragmatismo e idealismo sindical : legitimar ou legitimar-se fre
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail