Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Nas fronteiras das minas com o gerais: as terras de uso comum e
Nas fronteiras das minas com o gerais: as terras de uso comum e
De: R$ 65,00
  Por: R$ 65,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:
Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
Movimento antiproibicionista no Brasil: resistência e luta
Movimento antiproibicionista no Brasil: resistência e luta
Código do Produto: 16x23 cm
De: R$ 70,00
Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Movimento antiproibicionista no Brasil: resistência e luta
Fabíola Xavier Leal
Formato: 16x23 cm, 346 páginas
ISBN: 978-65-5684-021-5

Muito feliz pela publicação da tese de Fabiola Xavier Leal, da qual tive a honra de participar da banca examinadora, e que recomendo fortemente a leitura. Em seu trabalho, a autora, com brilhantismo, analisa o movimento antiproibicionista no Brasil e os discursos de resistência, apontando para o desafio de pensar “para onde queremos ir”, ou seja, qual horizonte deve ser buscado na política de drogas no Brasil. Com sua vivência e estudos, Fabíola se reconhece como pesquisadora e militante, tendo participado ativamente de debates e discussões na construção das políticas de drogas no Brasil. Nessa condição, em sua pesquisa, pode registrar as divergências e confluências das mais diversas posições (e contradições) do heterogêneo movimento antiproibicionista, incluindo a perspectiva internacional. Ao analisar os discursos nas lutas por uma nova forma de regulação das drogas, a autora coloca luz nas polarizações e interesses verificados nos discursos e na eterna polarização entre droga como mercadoria a ser regulada pelo mercado, ou pelo Estado, e assume postura crítica da repressão como estratégia e do mercado capitalista de regulamentação como solução, ao se alinhar a uma construção contrahegemônica e anticapitalista de resistência. Com extremo rigor teórico, Fabiola aponta contradições e faz críticas aos sujeitos políticos que “precisam ultrapassar os discursos e ampliar o eco dessas vozes”, nos convocando não só a uma reflexão teórica crítica, mas nos chamando à luta pela transformação social, sem a qual nenhuma política de drogas para a classe trabalhadora pode ser pensada.

No verão pandêmico de 2021, Luciana Boiteux Mestre (UERJ) e Doutora em Direito Penal e Criminologia (USP). Professora Associada da Faculdade Nacional de Direito da UFRJ 
 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail