Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
          - Archai
          - Artes Performativas e Filosofia
          - Atopos
          - Cidadania e Meio Ambiente
          - Classica Digitalia Brasil
          - Crítica Contemporânea
          - Filosofia e Linguagem
          - Geografia e Adjacências
          - História e Arqueologia em Movimento
          - Leituras do Corpo
          - Palavra e Conhecimento
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Sentido e Significação
          - Trabalho e Contemporaneidade
          - Ato Psicanalítico
          - Estudos & Fontes
          - Olhares
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
De: R$ 65,00
  Por: R$ 65,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Movimento antiproibicionista no Brasil: resistência e luta
Movimento antiproibicionista no Brasil: resistência e luta
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
O sindicalismo do século XXI: a dinâmica do comitê mundial de tr
O sindicalismo do século XXI: a dinâmica do comitê mundial de tr
Código do Produto: 16x23 cm
De: R$ 70,00
Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

O sindicalismo do século XXI:
a dinâmica do comitê mundial de trabalhadores da Daimler AG e Volkswagen AG
Ariella Silva Araujo
Formato: 16x23 cm, 346 páginas
ISBN: 978-65-5684-029-1

O livro de Ariella Silva Araujo, resultante de uma excelente pesquisa de doutorado, é uma leitura obrigatória para as pessoas que estudam ou militam no movimento trabalhista. Entre outras contribuições consegue mapear de forma muito profunda as formas de organização e de ação coletiva dos trabalhadores de duas multinacionais alemãs, apresentando suas construções, limites e possibilidades dentro do atual contexto de internacionalização da produção de bens.

Os trabalhadores terem acento no conselho de direção é algo raro, mas marcante, pois é na matriz que se decide aonde serão fabricados os novos produtos e realizados os novos investimentos e, consequentemente, o nível de emprego e as condições de trabalho de cada unidade. Ao mesmo tempo, nas unidades há vida coletiva, que criam tensões. É duro observar que, por um lado, apesar de muita ação coletiva (greves, mobilizações, articulações...) o movimento de racionalização vai se impondo nas empresas, com constante pressões para flexibilizar as relações de trabalho e reduzir conquistas e direitos até então vigentes. Por outro lado, a ação coletiva atenua esse processo. Assim, a riqueza do livro está em mostrar a interação entre as ações locais e globais, destacando as escolhas estratégicas realizadas. Por isso, é uma contribuição para debater as perspectivas do sindicalismo.

José Dari Krein, professor do Instituto de Economia da Unicamp, Diretor do CESIT (Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho) e da coordenação da REMIR (Rede de Estudos e Monitoramento da Reforma Trabalhista).

 

 


 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail