Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:

Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:
De: R$ 70,00
  Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Gênero Expandido: performances e contrassexualidades - 2ª edição
Gênero Expandido: performances e contrassexualidades - 2ª edição
R$ 65,00
R$ 65,00
Veja mais novidades
Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:
Poéticas urbanas : Imageria, projeto e precariedade imaginário:
Código do Produto: 16x23
De: R$ 70,00
Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Poéticas urbanas : 
Imageria, projeto e precariedade imaginário: construir e habitar a terra
Artur Simões Rozestraten
Formato: 16x23 cm, 340 páginas
ISBN 978-65-5684-040-6

Em que medida a poética pode reinventar a natureza da polis? Que alternativas ou que formas de subversão as poéticas urbanas podem opor aos projetos de smartcities? Como tais poéticas interagem com os recursos de inteligência coletiva das sociedades urbanas? Os textos apresentados neste livro investigam os imaginários das cidades considerando suas paisagens cotidianas, seus espaços públicos ou periferias, marcados por uma urbanização frequentemente sinônima de ambientes deteriorados, de usos e sociabilidades conflituosas, de conformidade às normas ou, ao contrário, de dinâmicas de subversão, de padrões e modas, mas também de mitos quase atemporais.
Seja através do cinema ou da fotografia, da etnografia ou dos arquivos, da narrativa ou da performance, estes textos abarcam análises e experiências que afirmam as possibilidades ou impossibilidades do habitar. Autores e autoras tentam apresentar uma alternativa a tais extremos por meio da transformação do cotidiano mobilizada por recursos de projetos coletivos. As imagens materiais, o corpo, a memória são expressões de qualidades estéticas e ambientais, de formas de apropriação ou de resistência, em síntese, de poéticas para um possível reencantamento, suporte do construir e do habitar a Terra compartilhada.
Construir implica a elaboração de mundos abertos a uma pluralidade de conceitos do coabitar, de poéticas diversas que refletem uma diversidade de formas de habitar. Estas formas de habitar são poéticas na medida em que engendram ou produzem formas de se relacionar com lugares, de designá-los, de percorrê-los, de organizar as atividades e o repouso, mobilizando imagens nas quais ressoam os afetos. As poéticas descrevem estes vínculos que nos fazem, tanto quanto nós os fazemos, objetos de projeções, fantasmas ou até mesmo de delírios. Afinal, os desafios do século XXI demandam outros imaginários do habitar.
 
 
Últimos Produtos Visitados
Nas fronteiras das minas com o gerais: as terras de uso comum e
Nas fronteiras das minas com o gerais: as terras de uso comum e
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
Princípio e início: a questão da humanidade em Hannah Arendt
Gênero Expandido: performances e contrassexualidades - 2ª edição
Gênero Expandido: performances e contrassexualidades - 2ª edição
Trabalhadores em tecnologias da informação e sindicalismo no Bra
Trabalhadores em tecnologias da informação e sindicalismo no Bra
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail