Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
De: R$ 70,00
  Por: R$ 56,00
Economia de R$ 14,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
Vidas talhadas no avesso da história: estudos sobre o trabalho n
R$ 70,00
R$ 56,00
Veja mais novidades
Do um como princípio ao dois como unidade: Heidegger e o Real
Do um como princípio ao dois como unidade: Heidegger e o Real
Código do Produto: 14x21
De: R$ 57,00
Por: R$ 42,75
Economia de R$ 14,25
 
Acessar a Cia. dos Livros

Do um como princípio ao dois como unidade – Heidegger e a reconstrução ontológica do real
José Carlos Michelazzo
2º ed.,Formato 14X21cm, 256 páginas
ISBN 978-85-391-0184-9

Em Martin Heidegger, a maioria das questões gira em torno da passagem entre dois paradigmas de pensamento. O primeiro, o paradigma metafísico, em que o “um” supra-sensível (ser) é princípio e causa do sensível (ente). O segundo, o pensamento originário, que repousa no “dois”, isto é, numa duplicidade entre o ser e o ente. Essa passagem gera uma conseqüência extraordinária que é a de abrir uma perspectiva de reconstrução ontológica do real que restaura a sua unidade originária, perdida pelo dualismo metafísico. Todo o propósito do livro é fazer, então, aparecer essa restauração por meio das palavras essenciais do filósofo que o autor procura interpretá-las como verdadeiros pontos de “sutura” no tecido do real cindido. Dentre os novos modos de compreender esse real “suturado”, estão o pensamento e a poesia, tal como propostos por Heidegger. A estes dois modos, o autor – por meio de questões abertas apresentadas na Conclusão –, acena ainda para um terceiro: o fenômeno místico.
Como introdução, este livro é recomendado aos que querem conhecer Heidegger e ter uma idéia geral das duas grandes etapas de seu itinerário de pensamento em uma linguagem acessível ao leitor.

 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail