Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
          - Design
          - Fotografia
          - Artes Plásticas e Teoria da Arte
          - Cinema
          - Dança
          - Música
          - Teatro
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Forró no asfalto: mercado e identidade sociocultural – 2ª edição
Forró no asfalto: mercado e identidade sociocultural – 2ª edição
De: R$ 50,00
  Por: R$ 50,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Ventos que sacodem Marx: sobre colonialismo, nacionalismo e raci
Ventos que sacodem Marx: sobre colonialismo, nacionalismo e raci
R$ 70,00
R$ 70,00
Veja mais novidades
Corpo, território da cultura
Corpo, território da cultura
Código do Produto: 14x21
De: R$ 47,00
Por: R$ 47,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Corpo, território da cultura
Maria Lúcia Bueno e Ana Lúcia de Castro (orgs.)
Formato 14x21cm, 194 páginas, R$ 35,00
ISBN: 85-7419-516-2

O corpo está na moda. Descoberto pelo olhar contemporâneo, o corpo vem sendo objeto de uma incansável interrogação que se estende das páginas dos jornais aos salões dos museus, dos outdoors das avenidas às salas de cinema, dos programas de televisão aos debates acadêmicos. De fato, o mundo globalizado colocou o corpo na ordem do dia, mas isso não resultou necessariamente em produção de conhecimento. Por isso mesmo, a moda do corpo demanda reflexão. É precisamente essa a contribuição que a coletânea de ensaios Corpo, território da cultura vem oferecer ao leitor brasileiro: uma reflexão densa, rigorosa e original sobre o tema. O ponto de partida desses textos é dado pela idéia de que as culturas apropriam-se do corpo biológico para redefini-lo em termos sociais e, assim, transformá-lo em corpo cultural. No mundo humano, a experiência carnal é invariavelmente atravessada pela vivência cultural, tornando-se uma fonte de símbolos, de construção de identidades e de estilos de vida. Em outras palavras: o corpo é sempre um território da cultura.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O corpo como grande razão   O corpo como grande razão
     Arte agora   Arte agora
     Uma educação tecida no corpo   Uma educação tecida no corpo
     O corpo em movimento: sistema Laban/Bartenieff e artes cênicas   O corpo em movimento: sistema Laban/Bartenieff e artes cênicas
     Risco como estética, corpo como espetáculo   Risco como estética, corpo como espetáculo
     Sentimentos e emoções de professores de arte   Sentimentos e emoções de professores de arte
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail