Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Pensamento crítico latino-americano
Pensamento crítico latino-americano
De: R$ 85,00
  Por: R$ 85,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Imigração, política e cultura: a trajetória empresarial da Coope
Imigração, política e cultura: a trajetória empresarial da Coope
R$ 50,00
R$ 50,00
Veja mais novidades
Circular é preciso, viver não é preciso: hist. do trânsito em SP
Circular é preciso, viver não é preciso: hist. do trânsito em SP
Código do Produto: 14x21
De: R$ 64,00
Por: R$ 64,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Circular é preciso, viver não é preciso: a história do trânsito em São Paulo
Eduardo Alcântara de Vasconcellos
Formato 14x21cm, 298 páginas
ISBN 85-7419-068-3

A partir da década de 1960, as condições de circulação na cidade de São Paulo começaram a piorar sensivelmente. Os congestionamentos de trânsito aumentaram em número, extensão e gravidade, passando a fazer parte do dia a dia da cidade. A necessidade de organização e planejamento passou a exigir do Estado uma ação cada vez mais enérgica, culminando em 1973 com a mudança do controle do tráfego urbano do governo estadual para a prefeitura.
Nesta obra, Eduardo Alcântara de Vasconcellos propõe uma leitura complementar às análises feitas sobre o trânsito na capital. Enquanto a bibliografia tradicion al sobre o tema aborda aspectos técnicos e quantitativos, Vasconcellos investiga como sedeu a intervenão do município do ponto de vista da política pública. Mostra como o Estaod alterou as condições de circulação na cidade, jogando luz nos instrumentos utilizados, pressões exercidas e interesses atendidos prioritariamente.

Áreas de interesse: transporte urbano, trânsito, políticas públicas, sociologia, história
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Onde coisas e homens se encontram: cidade, arquitetura e subjeti   Onde coisas e homens se encontram: cidade, arquitetura e subjeti
     Gestão pública e desenvolvimento no séc. XXI   Gestão pública e desenvolvimento no séc. XXI
     Governança das metrópoles   Governança das metrópoles
     O bonde na cidade   O bonde na cidade
     Transporte urbano nos países em desenvolvimento   Transporte urbano nos países em desenvolvimento
     Transporte urbano: espaço e eqüidade   Transporte urbano: espaço e eqüidade
 
Últimos Produtos Visitados
Paideia e Retórica no séc. IV D.C.
Paideia e Retórica no séc. IV D.C.
Barbie na educação de meninas: do rosa ao choque
Barbie na educação de meninas: do rosa ao choque
O prazer, a morte e o amor nas doutrinas dos Pré-socráticos
O prazer, a morte e o amor nas doutrinas dos Pré-socráticos
ARTE & COGNIÇÃO
ARTE & COGNIÇÃO
Processo organizativo de assentamentos rurais
Processo organizativo de assentamentos rurais
As origens da alma
As origens da alma
Paradigma do caos ou cidade da conversão? SP e Morgado de Mateus
Paradigma do caos ou cidade da conversão? SP e Morgado de Mateus
Casamentos mistos: liberdade e escravidão em SP colonial
Casamentos mistos: liberdade e escravidão em SP colonial
Leituras do corpo
Leituras do corpo
Em primeira pessoa: abordagens de uma teoria da autobiografia
Em primeira pessoa: abordagens de uma teoria da autobiografia
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail