Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 13 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Dicionário temático desenvolvimento e questão social: 110 proble
Dicionário temático desenvolvimento e questão social: 110 proble
De: R$ 130,00
  Por: R$ 130,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
R$ 88,00
R$ 88,00
Veja mais novidades
Circular é preciso, viver não é preciso: hist. do trânsito em SP
Circular é preciso, viver não é preciso: hist. do trânsito em SP
Código do Produto: 14x21
De: R$ 64,00
Por: R$ 64,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Circular é preciso, viver não é preciso: a história do trânsito em São Paulo
Eduardo Alcântara de Vasconcellos
Formato 14x21cm, 298 páginas
ISBN 85-7419-068-3

A partir da década de 1960, as condições de circulação na cidade de São Paulo começaram a piorar sensivelmente. Os congestionamentos de trânsito aumentaram em número, extensão e gravidade, passando a fazer parte do dia a dia da cidade. A necessidade de organização e planejamento passou a exigir do Estado uma ação cada vez mais enérgica, culminando em 1973 com a mudança do controle do tráfego urbano do governo estadual para a prefeitura.
Nesta obra, Eduardo Alcântara de Vasconcellos propõe uma leitura complementar às análises feitas sobre o trânsito na capital. Enquanto a bibliografia tradicion al sobre o tema aborda aspectos técnicos e quantitativos, Vasconcellos investiga como sedeu a intervenão do município do ponto de vista da política pública. Mostra como o Estaod alterou as condições de circulação na cidade, jogando luz nos instrumentos utilizados, pressões exercidas e interesses atendidos prioritariamente.

Áreas de interesse: transporte urbano, trânsito, políticas públicas, sociologia, história
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Onde coisas e homens se encontram: cidade, arquitetura e subjeti   Onde coisas e homens se encontram: cidade, arquitetura e subjeti
     Governança das metrópoles   Governança das metrópoles
     Gestão pública e desenvolvimento no séc. XXI   Gestão pública e desenvolvimento no séc. XXI
     O bonde na cidade   O bonde na cidade
     Transporte e meio ambiente: conceitos e informações   Transporte e meio ambiente: conceitos e informações
     Transporte urbano nos países em desenvolvimento   Transporte urbano nos países em desenvolvimento
 
Últimos Produtos Visitados
Os melhores anos de nossas vidas
Os melhores anos de nossas vidas
Histórias do design no Brasil
Histórias do design no Brasil
Embaixadores da participação : a difusão internacional do orçame
Embaixadores da participação : a difusão internacional do orçame
Espaços de criação em psicologia: oficinas na prática
Espaços de criação em psicologia: oficinas na prática
Socialização e cultura: ensaios teóricos
Socialização e cultura: ensaios teóricos
Semiótica da poesia
Semiótica da poesia
Geraldo Ferraz e Patrícia Galvão: Suplemento Literário (anos 40)
Geraldo Ferraz e Patrícia Galvão: Suplemento Literário (anos 40)
O trabalho e a sua ausência: narrativas juvenis na metrópole
O trabalho e a sua ausência: narrativas juvenis na metrópole
O “It Verde e Amarelo”  de Carmen Miranda 1930/46
O “It Verde e Amarelo” de Carmen Miranda 1930/46
Teoria sociológica contemporânea : autores e perspectivas
Teoria sociológica contemporânea : autores e perspectivas
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail