Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 7 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
          - Design
          - Fotografia
          - Artes Plásticas e Teoria da Arte
          - Cinema
          - Dança
          - Música
          - Teatro
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Religião e política:ideologias, articulações e estratégias da ba
Religião e política:ideologias, articulações e estratégias da ba
De: R$ 70,00
  Por: R$ 70,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
Amor em tempos de aplicativo: Masculinidades heterossexuais e a
R$ 60,00
R$ 60,00
Veja mais novidades
Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Código do Produto: 14x21
De: R$ 65,00
Por: R$ 65,00
Economia de R$ 0,00
 

Sons do sertão: Luiz Gonzaga, música e identidade
Jonas Rodrigues de Moraes
Formato 16x23 cm, 292 páginas
ISBN 978-85-391-0460-4

O presente livro discorre sobre a produção musical e a trajetória artística de Luiz Gonzaga, precisamente sobre a invenção do baião e os outros gêneros apropriados pelo sanfoneiro, os quais serviram como discursos fundantes desses marcadores identitários. Verifica-se que as músicas (letras e ritmos) e a performance do autor serviram como táticas discursivas para a construção de um imaginário de Nordeste. O baião e outros gêneros tocados pelo trio musical – organização performática de palco – forjaram uma prática de música que entrou nos processos de negociação identitária com o seu público/ouvinte. A tradução discursiva de Nordeste e de nordestino foi engendrada também por imagens e símbolos a partir de uma indumentária retirada das tradições regionais (cangaceiros e vaqueiros) e ressignificada pelo artista dentro de um contexto social urbano. A musicalidade de Gonzaga foi construída no entre-lugar sertão nordestino/ terras civilizadas. Esse trabalho se desenvolveu numa relação da história com a música e suas formas de interpretação.


 
 
Últimos Produtos Visitados
Nos passos de Homero
Nos passos de Homero
Princípios de harmonia funcional
Princípios de harmonia funcional
William Shakespeare
William Shakespeare
Revista Música
Revista Música
O galope nordestino diante do parque industrial: o projeto estét
O galope nordestino diante do parque industrial: o projeto estét
Obras de guerra: produção musical francesa na 1ª Guerra Mundial
Obras de guerra: produção musical francesa na 1ª Guerra Mundial
Gosto, música e juventude
Gosto, música e juventude
Revista Archai 1
Revista Archai 1
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail