Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 2 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Trabalho e pandemia: informalidade, precarização e suas múltipla
Trabalho e pandemia: informalidade, precarização e suas múltipla
De: R$ 85,00
  Por: R$ 85,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Cinema ambiental: filmes, festivais, plataformas, angústia e esp
Cinema ambiental: filmes, festivais, plataformas, angústia e esp
R$ 45,00
R$ 45,00
Veja mais novidades
O Jovem Nietzsche e a história
O Jovem Nietzsche e a história
Código do Produto: 14x21
De: R$ 57,00
Por: R$ 57,00
Economia de R$ 0,00
 

O Jovem Nietzsche e a história: como ser intempestivo e duelar com o seu tempo
Hélio Sochodolak
Formato 14x21 cm, 250 páginas
ISBN: 978-85-391-0000-2

O presente livro, baseado na dissertação de mestrado de Hélio Sochodolak, defendida em 2001 junto ao Programa Associado de Pós-Graduação em História UEL/UEM aborda questões relacionadas aos estudos de Nietzsche e as questões do universo universitário de que fez parte. Nos estudos de Hélio Sochodolak, podemos acompanhar o jovem Nietzsche posicionando-se avesso à história universitária e favorável à história da vida. Discute-se o uso da história de três maneiras em seu tempo, mas que, se usadas de forma excessiva ou errônea, também poderiam causar prejuízos à saúde. Para Nietzsche, a maturação da pessoa, de sua personalidade, mas também da nação, deveria ser lenta, com ruminação: um tempo relativo a cada um, destinado à reavaliação dos conceitos, das idéias, dos valores. Nietzsche percebeu que o ponto chave desta maturação lenta era a educação e uma história distante dos valores de Estado ou científicos.

”Se quereis ler biografias, evitai as que têm por refrão: ‘O Senhor Untel e o seu tempo’ e lede aquelas que têm como título: ‘Um homem em luta com o seu tempo’”. (Nietzche)

“A história não lhes pôde mostrar nada do que é essencial, permanecendo invisível e cheia de escárnio a seu lado(...) vocês acreditam realmente que é possível fazer a conta final da história, como a de uma adição exemplar, e consideram que seu entendimento comum e sua formação matemática são boas o suficiente para tanto?” (Nietzche)

“Quem julga ter entendido algo acerca de mim, fez de mim algo à sua imagem – não raro, o contrário de mim, por exemplo, um ‘idealista’; quem nada de mim entendeu, nega que eu em geral deva ser objeto de consideração”
(Nietzche)

Sumário sintetizado

Apresentação - Jozimar Paes de Almeida

Capítulo 1 - Para uma abordagem histórica de Nietzsche

Capítulo 2 - Nietzsche e o tempo das considerações fora do tempo

Capítulo 3 - Sobre a história: algumas leituras do jovem Nietzsche

Capítulo 4 - O duelo com seu tempo: Nietzsche e a Segunda Intempestiva
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O corpo como grande razão   O corpo como grande razão
     Juízo e verdade em Deleuze   Juízo e verdade em Deleuze
     O cinema: uma arte sonora   O cinema: uma arte sonora
     Depois de Auschwitz: anti-semitismo em Theodor Adorno   Depois de Auschwitz: anti-semitismo em Theodor Adorno
     A essência humana como conquista: autenticidade para Heidegger   A essência humana como conquista: autenticidade para Heidegger
     Rousseau   Rousseau
 
Últimos Produtos Visitados
Cidade Prospectiva: o projeto Saturnino de Brito para Vitória
Cidade Prospectiva: o projeto Saturnino de Brito para Vitória
Os reinos dos cronistas medievais (século XV)
Os reinos dos cronistas medievais (século XV)
Gestão compartilhada dos resíduos sólidos no Brasil
Gestão compartilhada dos resíduos sólidos no Brasil
A globalização no mundo antigo
A globalização no mundo antigo
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail