Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Na música: Vilém Flusser
Na música: Vilém Flusser
De: R$ 46,00
  Por: R$ 36,80
Economia de R$ 9,20
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Direito e profissões jurídicas no Brasil após 1988: expansão, co
Direito e profissões jurídicas no Brasil após 1988: expansão, co
R$ 55,00
R$ 44,00
Veja mais novidades
O Jovem Nietzsche e a história
O Jovem Nietzsche e a história
Código do Produto: 14x21
De: R$ 57,00
Por: R$ 42,75
Economia de R$ 14,25
 

O Jovem Nietzsche e a história: como ser intempestivo e duelar com o seu tempo
Hélio Sochodolak
Formato 14x21 cm, 250 páginas
ISBN: 978-85-391-0000-2

O presente livro, baseado na dissertação de mestrado de Hélio Sochodolak, defendida em 2001 junto ao Programa Associado de Pós-Graduação em História UEL/UEM aborda questões relacionadas aos estudos de Nietzsche e as questões do universo universitário de que fez parte. Nos estudos de Hélio Sochodolak, podemos acompanhar o jovem Nietzsche posicionando-se avesso à história universitária e favorável à história da vida. Discute-se o uso da história de três maneiras em seu tempo, mas que, se usadas de forma excessiva ou errônea, também poderiam causar prejuízos à saúde. Para Nietzsche, a maturação da pessoa, de sua personalidade, mas também da nação, deveria ser lenta, com ruminação: um tempo relativo a cada um, destinado à reavaliação dos conceitos, das idéias, dos valores. Nietzsche percebeu que o ponto chave desta maturação lenta era a educação e uma história distante dos valores de Estado ou científicos.

”Se quereis ler biografias, evitai as que têm por refrão: ‘O Senhor Untel e o seu tempo’ e lede aquelas que têm como título: ‘Um homem em luta com o seu tempo’”. (Nietzche)

“A história não lhes pôde mostrar nada do que é essencial, permanecendo invisível e cheia de escárnio a seu lado(...) vocês acreditam realmente que é possível fazer a conta final da história, como a de uma adição exemplar, e consideram que seu entendimento comum e sua formação matemática são boas o suficiente para tanto?” (Nietzche)

“Quem julga ter entendido algo acerca de mim, fez de mim algo à sua imagem – não raro, o contrário de mim, por exemplo, um ‘idealista’; quem nada de mim entendeu, nega que eu em geral deva ser objeto de consideração”
(Nietzche)

Sumário sintetizado

Apresentação - Jozimar Paes de Almeida

Capítulo 1 - Para uma abordagem histórica de Nietzsche

Capítulo 2 - Nietzsche e o tempo das considerações fora do tempo

Capítulo 3 - Sobre a história: algumas leituras do jovem Nietzsche

Capítulo 4 - O duelo com seu tempo: Nietzsche e a Segunda Intempestiva
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O corpo como grande razão   O corpo como grande razão
     O cinema: uma arte sonora   O cinema: uma arte sonora
     Juízo e verdade em Deleuze   Juízo e verdade em Deleuze
     Rousseau   Rousseau
     Individuação e socialização em Jürgen Habermas   Individuação e socialização em Jürgen Habermas
     Corpo: um modo de ser divino (metafísica de Espinosa)   Corpo: um modo de ser divino (metafísica de Espinosa)
 
Últimos Produtos Visitados
Brasil Central: 12.000 anos de ocupação humana no rio Tocantins
Brasil Central: 12.000 anos de ocupação humana no rio Tocantins
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail