Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 1 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
Religião, diálogo e múltiplas pertenças
De: R$ 40,00
  Por: R$ 40,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Psicanálise e teoria política contemporânea
Psicanálise e teoria política contemporânea
R$ 75,00
R$ 75,00
Veja mais novidades
Deus é feiticeiro
Deus é feiticeiro
Código do Produto: 14x21
De: R$ 41,00
Por: R$ 41,00
Economia de R$ 0,00
 

Deus é feiticeiro – Prática e disputa nas missões católicas em Angola colonial
Iracema Dulley
Formato 14x21 cm, 156 páginas
ISBN 978-85-391-0179-5

Este livro se iniciou com um espanto: em uma coletânea de provérbios em umbundu e português organizada por um padre católico em meados do século XX são apresentados diversos provérbios “relativos a Deus”. Entre eles, Suku onganga é traduzido como “Deus é feiticeiro”. O estabelecimento de uma equivalência desse tipo, à primeira vista tão inusitada, só poderia ser compreendido a partir da consideração das relações estabelecidas entre os agentes nas missões. Assim, este estudo se volta para as missões da Congregação do Espírito Santo no Planalto Central angolano durante o período colonial, do estabelecimento das primeiras missões católicas, em fins do século XIX, até a eclosão da Guerra de Libertação, em 1961. Com base em documentos, entre os quais se destacam as traduções realizadas na missão e registros etnográficos e históricos referentes ao período, a autora busca apreender a prática nas missões católicas, a qual deu origem a diversas convenções de significação. A equivalência acima é um exemplo de uma dessas convenções: a relação estabelecida entre a figura do onganga e o deus cristão possibilitou aos agentes entrar em comunicação e disputa.

 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail