Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
          - Archai
          - Artes Performativas e Filosofia
          - Atopos
          - Cidadania e Meio Ambiente
          - Classica Digitalia Brasil
          - Crítica Contemporânea
          - Filosofia e Linguagem
          - Geografia e Adjacências
          - História e Arqueologia em Movimento
          - Leituras do Corpo
          - Palavra e Conhecimento
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Sentido e Significação
          - Trabalho e Contemporaneidade
          - Ato Psicanalítico
          - Estudos & Fontes
          - Olhares
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
Produzir casas ou construir cidades? Desafios para um novo Brasi
De: R$ 88,00
  Por: R$ 88,00
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Corpos em obras: um olhar sobre as práticas da cidade
Corpos em obras: um olhar sobre as práticas da cidade
R$ 65,00
R$ 65,00
Veja mais novidades
Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo
Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo
Código do Produto: 12x19
De: R$ 60,00
Por: R$ 60,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar Um LivroAcessar O Ateneum

Vidas Paralelas - Péricles e Fábio Máximo
Plutarco
Tradução do grego, introdução e notas
Ana Maria Guedes Ferreria e Ália Maria Guedes Ferreira
Formato 12x19 cm, 264 páginas
ISBN 978-85-64608-35-1

Neste par de biografias, Plutarco evoca mais duas figuras paradigmáticas da antiguidade clássica: Péricles e Fábio Máximo.
Mas o que justifica, afinal, a comparação entre os dois estadistas? Do ponto de vista político, é destacada a autoridade de um só homem. Enquanto o governo de Pérides durou quase toda a vida, a ditadura de Fábio Máximo terminou ao fim de seis meses, mas continuou, na qualidade de cônsul, a determinar o destino do povo romano. Com efeito, o facto de terem permanecido firmes nas suas resoluções converteu-os em valores seguros e credíveis para a população. Enquanto Péricles é comparado a um médico, que cura as doenças da alma, acalma e encoraja o povo, Fábio é comparado a um “templo” e a um “altar”, junto do qual a multidão se refugia em tempo de crise.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     Oração contra Leócrates   Oração contra Leócrates
     A MUSA DIFUSA: VISÕES DA ORALIDADE NOS POEMAS HOMÉRICOS   A MUSA DIFUSA: VISÕES DA ORALIDADE NOS POEMAS HOMÉRICOS
     Obras Morais: diálogo sobre o amor   Obras Morais: diálogo sobre o amor
     Contra Neera [Demóstenes]   Contra Neera [Demóstenes]
     Vidas de Galba e Otão   Vidas de Galba e Otão
     Banquete: apologia de Sócrates   Banquete: apologia de Sócrates
 
Últimos Produtos Visitados
Contra Neera [Demóstenes]
Contra Neera [Demóstenes]
Revista Archai 10
Revista Archai 10
O pitagorismo como categoria historiográfica
O pitagorismo como categoria historiográfica
Timeu-crítias
Timeu-crítias
Memoráveis
Memoráveis
Cantos argonáuticos
Cantos argonáuticos
Banquete: apologia de Sócrates
Banquete: apologia de Sócrates
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail