Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Representações : imaginário e tecnologia
Representações : imaginário e tecnologia
De: R$ 65,00
  Por: R$ 52,00
Economia de R$ 13,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Representações : imaginário e tecnologia
Representações : imaginário e tecnologia
R$ 65,00
R$ 52,00
Veja mais novidades
O lazer como direito social - sua inclusão na constituição de 19
O lazer como direito social - sua inclusão na constituição de 19
Código do Produto: 14x21
De: R$ 61,00
Por: R$ 45,75
Economia de R$ 15,25
 

O lazer como direito social - sua inclusão na constituição de 1988
Flávia da Cruz Santos
Formato 14x21cm, 212 páginas
ISBN 978-85-391-0627-1

A inclusão do lazer como um direito social na Constituição de 1988 é frequentemente reconhecida como um marco importante. E é justamente a história dessa inflexão, totalmente ignorada até agora, o que Flávia aborda em seu livro. Trata-se de uma rica contribuição para o início da superação de um hiato imperdoável. Pois se estudos sobre as interfaces do lazer com a política são já uma tendência consolidada na literatura anglo-saxã dos leisure studies, no Brasil, estudos desse tipo são ainda poucos e, não raro, limitadíssimos.
Mais do que apenas avançar as fronteiras temáticas para o estudo do lazer no Brasil, Flávia o faz de maneira competente e original. Através de uma ampla pesquisa histórica, que analisou uma expressiva quantidade de documentos, até agora totalmente inexplorados por estudiosos do lazer, a quem nunca ocorrera perguntar-se como e porque parlamentares brasileiros elegeram o lazer como assunto político relevante, Flávia nos revela os motivos e as maneira pelas quais se incluiu o lazer na Constituição de 1988.

 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail