Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
          - Archai
          - Artes Performativas e Filosofia
          - Atopos
          - Cidadania e Meio Ambiente
          - Classica Digitalia Brasil
          - Crítica Contemporânea
          - Filosofia e Linguagem
          - Geografia e Adjacências
          - História e Arqueologia em Movimento
          - Leituras do Corpo
          - Palavra e Conhecimento
          - Políticas da Multidão
          - Queer
          - Sentido e Significação
          - Trabalho e Contemporaneidade
          - Ato Psicanalítico
          - Estudos & Fontes
          - Olhares
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Trabalho imaterial: Marx e o debate contemporâneo - 2ª edição
Trabalho imaterial: Marx e o debate contemporâneo - 2ª edição
De: R$ 52,00
  Por: R$ 41,60
Economia de R$ 10,40
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
O corpo moral: fisicalidade, sexualidade e gênero no Brasil
O corpo moral: fisicalidade, sexualidade e gênero no Brasil
R$ 64,00
R$ 51,20
Veja mais novidades
Filosofar com Gadamer e Platão : hermenêutica filosófica a parti
Filosofar com Gadamer e Platão : hermenêutica filosófica a parti
Código do Produto: 14x21 cm
De: R$ 66,40
Por: R$ 53,12
Economia de R$ 13,28
 
Acessar a Cia. dos Livros

Filosofar com Gadamer e Platão : hermenêutica filosófica a partir da carta sétima


“Você está extremamente certo ao tomar Platão como uma ideia para a compreensão da hermenêutica filosófica, e acredito que você está certo em constatar que Gadamer é um dos leitores mais sensíveis de Platão disponível para nós. Eu brincava frequentemente com Gadamer que ele não era realmente um alemão, mas, no fundo, um filósofo grego antigo. Ele sempre gostava dessas conversas e daquela brincadeira com ele – penso que o prazer que ele encontrava nessa piada era que ela era fundada em uma verdade real: Gadamer abordou a filosofia de uma forma que mais ressoava com Platão do que praticamente qualquer outra figura na história da filosofia. Mais do que Heidegger, Platão é, na minha opinião, a melhor entrada no pensamento de Gadamer: mesmo quando Gadamer não está explicitamente discutindo Platão, o ideal do texto platônico e a figura de Sócrates nunca parecem distantes das preocupações de Gadamer. Nunca deve ser esquecido que Gadamer formou-se originalmente como um filólogo: textos gregos antigos pertencem ao seu próprio início e nunca deixaram ele. Nos diálogos que tivemos, Gadamer sempre insistia na legitimidade da Carta Sétima e na sua importância fundamental (...) Mas o que realmente sei pelo que consigo ler e o que também sei pelos inúmeros diálogos que tive com você ao longo dos anos éque sua interpretação que começa abordando a teoria hermenêutica por meio da Carta Sétima dirige-se profundamente aos problemas da hermenêutica. Aprendi com você sobre isso e só posso dizer, agora, que estou ansioso pelas conversas que ainda teremos no futuro.
 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail