Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 14 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
A cidade de Goiás como patrimônio cultural mundial: descompassos
De: R$ 70,00
  Por: R$ 56,00
Economia de R$ 14,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
A práxis contemporânea da arquitetura e do urbanismo no Brasil:
A práxis contemporânea da arquitetura e do urbanismo no Brasil:
R$ 58,00
R$ 46,40
Veja mais novidades
Monteiro Lobato e a presença francesa em A barca de Gleyre
Monteiro Lobato e a presença francesa em A barca de Gleyre
Código do Produto: 11,5x20
De: R$ 43,00
Por: R$ 32,25
Economia de R$ 10,75
 

Monteiro Lobato e a presença francesa em "A barca de Gleyre"
Ana Luiza Reis Bedê
Formato 11,5x20cm, 175 páginas
ISBN 978-85-7419-697-8

Nos últimos anos, a obras sobre a produção de Monteiro Lobato vem proporcionando uma revisão em sua fortuna crítica. É nesta linha que Ana Luiza Bedê apresenta a relação do escritor e crítico com a cultura francesa, a partir das cartas endereçadas a Godofredo Rangel e reunidas em A barca de Gleyre. Expressões como "sarna gálica" ou "francesismo", presentes em sua obra, já deram ao autor de Cidades mortas o adjetivo de "anti-galicista". Neste livro, a autora faz uma análise detalhada da correspondência entre Lobato e Rangel para mostrar que os desabafos de Monteiro Lobato "contra" a França tinham na verdade um outro alvo.

Sumário sintetizado

Apresentação Gilberto Pinheiro Passos

Capítulo 1 O papel da correspondência com Godofredo Rangel no pensamento estético-literário de Monteiro Lobato
Correspondência literária
Uma vida rara e cara
Formação da consciência artística
Espaço de experimentação

Capítulo 2 Monteiro Lobato e a cultura francesa
Colônia cultural
O "prisma francês" em Lobato
Um "modelo francês" da época: o naturalismo
Qual era o naturalismo de Lobato?
A "Belle Époque" brasileira
Reação à presença nefasta da França

Capítulo 3 Lobato, um "crítico" de literatura
O "magister" do cenáculo
Autores tutelares
Ser núcleo de cometa e não cauda

Capítulo 4 Afinidade eletiva: o caso de Maupassant
Recepção de Maupassant no exterior
Opção pelo conto
Composição
O olhar da natureza na obra de Maupassant

Considerações finais Um moderno aberto a todos os ventos

 
 
Últimos Produtos Visitados
Teatro como Lente de Aumento
Teatro como Lente de Aumento
Nos trilhos da privatização
Nos trilhos da privatização
Prestígio Religioso na Umbanda
Prestígio Religioso na Umbanda
Acesso à justiça e violência contra a mulher em Belo Horizonte
Acesso à justiça e violência contra a mulher em Belo Horizonte
Festas de rua: um olhar para a cultura italiana em São Paulo
Festas de rua: um olhar para a cultura italiana em São Paulo
Mulheres na triagem, homens na prensa
Mulheres na triagem, homens na prensa
Ecos do libertador: Simón Bolívar no discurso de Hugo Chávez
Ecos do libertador: Simón Bolívar no discurso de Hugo Chávez
No fio da sutura
No fio da sutura
A revolução microeletrônica: pioneirismos brasileiros e utopias
A revolução microeletrônica: pioneirismos brasileiros e utopias
A Velhice Invisível
A Velhice Invisível
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail