Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
O Homem sem chão : a biografia de Vilém Flusser
O Homem sem chão : a biografia de Vilém Flusser
De: R$ 87,10
  Por: R$ 69,68
Economia de R$ 17,42
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Parte e todo em Platão: a metafísica da estrutura
Parte e todo em Platão: a metafísica da estrutura
R$ 104,10
R$ 83,28
Veja mais novidades
História antiga e usos do passado
História antiga e usos do passado
Código do Produto: 14x21
De: R$ 54,00
Por: R$ 40,50
Economia de R$ 13,50
 

História Antiga e usos do passado: um estudo de apropriações da Antiguidade sob o regime de Vichy (1940/44)
Glaydson José da Silva
Formato 14x21cm, 222 páginas
ISBN 978-85-7419-722-7

Este trabalho analisa usos do mundo antigo pela História e pela Arqueologia como forma de estabelecer compreensões no mundo contemporâneo. Propõe uma reflexão acerca do papel do passado nos jogos de estratégia e afirmações identitárias, à medida que percebe os estudos sobre a Antiguidade muito próximos de representações coletivas na contemporaneidade. Parte da premissa de que o saber sobre o passado, sua escrita e suas leituras são poderes e geram poderes.
Do ponto de vista temático, trata da apropriação do passado gaulês, romano e galo-romano na França durante o Regime de Vichy (1940-1944). Mas trata, também, da inserção do objeto num contexto mais amplo, europeu, na medida em que analisa as instrumentalizações da Antiguidade pelo Nazismo e pelo Fascismo. Aproxima-se do objeto com uma análise das figurações da Gália e dos gauleses na historiografia francesa, principalmente a partir do século XIX. Trata do estatuto dos historiadores ao se relacionarem com os poderes do Estado, especificamente, no caso, de Jerôme Carcopino, notável romanista que foi ministro da educação sob Vichy.
Por perceber na sociedade francesa atual uma presença muito marcante da Antiguidade como forma de legitimação de direitos advindos da origem, analisa, também, as formas de apropriação do mundo antigo pelas extremas direitas, aqui representadas pelo Front National e pelo grupo Terre et Peuple.

Sumário sintetizado

Apresentação Leandro Karnal

Capítulo 1 O caráter moderno da Antigüidade: considerações teóricas e análises documentais acerca da instrumentalização do passado
1. História da Antigüidade no século XX: alguns exemplos de instrumentalização do passado clássico
2. Antigüidade e modernidade – o nascimento de Vercingetórix na escrita da História nacional após a Revolução Francesa

Capítulo 2 A Antigüidade a serviço da colaboração: nas trilhas da memória, a reescrita da História na França dominada (1940-1944)
1. O retorno do mito: Vercinogetórix e a Revolução Nacional
2. História, Arqueologia e a construção dos sujeitos universais: gauleses, romanos e galo-romanos no universo vichysta

Capítulo 3 Jérôme Carcopino – um historiador da Antigüidade sob Vichy
Prólogo
1. Carcopino no cenário político vichysta – a História e a Arqueologia a serviço do Fascismo francês
2. Carcopino no pós-guerra: a difícil reabilitação

Capítulo 4 História da Antigüidade e as extremas direitas francesas, a pesada herança de Vichy
1. O Front National, a luta contra os imigrantes e a Gália
2. O papel da Antigüidade na “guerra étnica” de Terre et Peuple
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     O De Excidio Vrbis e outros sermões sobre a queda de Roma   O De Excidio Vrbis e outros sermões sobre a queda de Roma
     O imperialismo romano   O imperialismo romano
     Iconografia e semiótica: uma abordagem histórica   Iconografia e semiótica: uma abordagem histórica
     Banquete: apologia de Sócrates   Banquete: apologia de Sócrates
     Memoráveis   Memoráveis
     O pacto das fadas na idade média Ibérica   O pacto das fadas na idade média Ibérica
 
Últimos Produtos Visitados
O MEU PORTUGAL
O MEU PORTUGAL
Trabalho bancário: inovações tecnológicas, intensificação de con
Trabalho bancário: inovações tecnológicas, intensificação de con
O imperialismo romano
O imperialismo romano
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail